No Dia da Mentira, Bolsonaro recebe honraria de Ponta Grossa | Jornal Plural
Clube Kotter
4 abr 2019 - 21h21

No Dia da Mentira, Bolsonaro recebe honraria de Ponta Grossa

Cidade deu 75% dos votos para Bolsonaro no segundo turno; só dois vereadores foram contra homenagem

No Dia da Mentira, em aproximadamente cinco minutos, a Câmara Municipal de Ponta Grossa aprovou em segunda votação a concessão do título de Cidadão Honorário para o presidente Jair Messias Bolsonaro (PSL).

A homenagem é dada a personalidades que prestaram bons serviços ao município e já foi concedida a autoridades como o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-deputado André Vargas e o ex-governador Beto Richa, que cumprem ou cumpriram penas por envolvimento em esquemas de corrupção, e a ex-presidente Dilma Rousseff, que sofreu um processo de impeachment. O projeto vai agora para a sanção do prefeito Marcelo Rangel (PSDB).

O projeto foi proposto pelo vereador Ricardo Zampieri (PSL), do mesmo partido do presidente e que está em seu primeiro mandato. Foram 18 votos favoráveis, dois contrários e uma abstenção. A proposta tramitava na Câmara desde novembro do ano passado, cerca de um mês depois do resultado da eleição presidencial.

Na justificativa, Zampieri alegou que Jair Bolsonaro “é merecedor de tal honraria diante do reconhecimento de aproximadamente 75% dos pontagrossensses na última eleição, a qual reuniu uma multidão em sua visita a Ponta Grossa, no dia 28 de março de 2018”.

Um dos votos contrários à proposta, o vereador Pietro Arnaud (Rede) enxerga a concessão como uma ação política e não por merecimento. “Entre nós, é indelicadeza votar contra concessão de um título benemérito, mas nesta situação específica pedi licença para votar contra. Não tem como votar a favor de alguém que quer homenagear a ditadura militar e que vem se mostrando despreparado para gerir o país”, diz. Arnaud.

A Câmara Municipal de Ponta Grossa costuma conceder honraria a grandes nomes. Também costuma revogar a homenagem tempos depois. Lula e André Vargas, que tiveram os títulos concedidos em 2001 e 2007, respectivamente, já não são mais cidadãos beneméritos da cidade. Os títulos foram revogados em abril de 2018. Já a revogação do título de Beto Richa, concedido em novembro de 2009, está em análise na Comissão de Constituição e Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias