Moro autoriza uso da Força Nacional em Greve Geral | Plural
14 jun 2019 - 9h14

Moro autoriza uso da Força Nacional em Greve Geral

Medida atende pedido do MEC para “ordem pública” e defesa da sede do órgão em Brasília

O Ministro da Justiça, Sérgio Moro, autorizou o uso da Força Nacional em apoio ao MEC durante a greve geral programada para esta sexta-feira (14). A decisão, publicada no Diário da União, atende um pedido do próprio MEC para “ações de preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio”.

A decisão do MEC em cortar 30% de recursos das universidades brasileiras coloca o órgão como alvo das manifestações desta sexta. Sem dinheiro, diversas universidades prometem fechar as portas, prejudicando a pesquisa e ciências no país. No Paraná, o corte retira R$ 120 milhões das universidades. Ao Plural, o reitor da UFPR, Ricardo Marcelo Fonseca, chegou a afirmar que a universidade terá que ser fechada em agosto, caso persista o bloqueio.

O uso da Força Nacional pelo MEC está restrita à sede do órgão na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. A autorização tem validade de um dia, mas pode ser prorrogada mediante solicitação do Ministério da Educação.

Além dos cortes de recursos das universidades, a reforma da previdência e a valorização do trabalhador estão entre os principais temas do protestos protestos. Convocada pelas centrais sindicais, a greve geral deve atingir todos os estados brasileiros.

No Paraná, a greve tem adesão de mais de trinta entidades sindicais e categorias, como APP Sindicato, Sindijor, servidores municipais e bancários de Curitiba e região.

Últimas Notícias