12 maio 2022 - 13h00

Grupo pendura cabides no Centro Cívico para pedir que Ratinho Jr. vete criação de cargos comissionados

Os chamados cargos de confiança, segundo os manifestantes, são usados como ‘cabides de emprego’

Integrantes do Grupo de Estudos Liberalismo de Democracia (Geld) fez nesta quinta-feira (12) uma intervenção em frente ao Palácio Iguaçu, em Curitiba. Foram pendurados 542 cabides, no Centro Cívico, para pressionar o governador Ratinho Jr. (PSD) a não sancionar a criação de novos cargos comissionados.

No início do mês, a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) aprovou projetos de lei que criam cargos para o Tribunal de Justiça (TJ), Ministério Público e para o próprio Legislativo. A tramitação avançou rapidamente e os projetos passaram em sessão extraordinária.

Estão previstos 121 vagas para a Alep, 261 para o MP e 160 para o TJ. O valor utilizado para pagamento de cargos comissionados no Paraná, de acordo com Geld, é de R$ 100 milhões. “Esse dinheiro poderia ser usado para pagar outras coisas. Para medicamentos do SUS, para água na sua casa. Então resolvemos fazer essa crítica aqui hoje para chamar atenção”, destaca o professor de economia, advogado e empreendedor Rodrigo Marcial, diretor-político do grupo.

Cada cabide traz frases com críticas aos novos cargos. “Este cabide de emprego pendura o policiamento no centro da cidade”; “este cabide de emprego pendura a creche do seu bairro em que falta merenda”.

O Geld é um grupo de estudo que nasceu na Universidade Federal do Paraná (UFPR), mas que atualmente atua de forma independente. Ele reúne professores e estudantes de ciências jurídicas e econômica para discutirem e estudarem o liberalismo.

O Plural é um jornal independente mantido pela contribuição de nossos assinantes. Ajude a manter nosso jornalismo de qualidade. Assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. E passa a fazer parte da comunidade mais bacana de Curitiba.

Um comentário sobre “Grupo pendura cabides no Centro Cívico para pedir que Ratinho Jr. vete criação de cargos comissionados

  1. Aposto um album das balas zéquinha que o governador rato não vetará esse projeto tem o rabo fino como todos os ratos preso com o traindo cury ..
    perdoem-me Traiano Cury.E nós contribuintes paranaenses continuaremos a pagar essa farra administrativa..E La Na Vá….Meus cumprimentos aos autores do protesto

Deixe um comentário

Últimas Notícias

Bolsonaro não concluiu 84% das obras da transposição do Rio São Francisco, como alega vídeo

É enganosa a afirmação de que Jair Bolsonaro (PL) entregou 84% das obras da Transposição do rio São Francisco. Apesar do presidente ter retomado 222 km que haviam sido retirados do projeto original por administração anterior, a execução da obra atravessou outras três gestões federais que, juntas, entregaram mais de 90% da infraestrutura do empreendimento, considerando a extensão inicial – de 477 km

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds