Governistas cogitam derrubar reajuste de TJ, MP e Assembleia | Jornal Plural
13 jun 2019 - 5h30

Governistas cogitam derrubar reajuste de TJ, MP e Assembleia

Gestão de Ratinho deve dar reajuste zero a seus servidores e barrar reposição nos demais poderes

O governo Ratinho Jr. (PSD) cogita a possibilidade de bloquear os reajustes de todas as categorias do funcionalismo paranaense. Caso dê reajuste zero para seus próprios servidores, o Executivo preferiria ver a reposição de Ministério Público, Judiciário e Assembleia Legislativa igualmente retidas.

Líder do governo Ratinho na Assembleia, o deputado estadual Hussein Bakri (PSD) revelou a estratégia em entrevista nesta semana no interior. Disse que o governador ainda não decidiu se de fato vai ficar sem repor as perdas inflacionárias de 2019, acumuladas em 4,94%. Mas afirmou que, se isso acontecer, a tendência é derrubar os reajustes dos demais poderes.

O Tribunal de Justiça foi o primeiro a enviar projeto à Assembleia Legislativa prevendo a reposição da inflação no período. O Judiciário e os demais poderes, ao contrário do Executivo, não enfrentam problemas de caixa, e em tese não têm porque não dar o reajuste.

Embora o governo ainda não tenha se posicionado oficialmente sobre o assunto, o Plural apurou que a decisão de não conceder reajuste neste ano está tomada. Segundo um dos nomes mais importantes no governo, no máximo o governo se vê em condições de pensar em algo para o ano que vem.

Com mais de 17% de perdas acumuladas, o funcionalismo do Executivo já marcou greve para o próximo dia 25. Em tese, o prazo dado para que o governo anuncie uma reposição mínima acaba nesta sexta-feira (14), mas o Palácio Iguaçu não tem feito qualquer aceno neste sentido.

Prefeitura publica edital de R$ 80 mil para buffet com salmão e mignon

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias