29 jan 2022 - 16h00

Fim do recesso e vereadores e deputados estaduais voltam ao trabalho

Por conta do aumento dos casos de Covid-19, as atividades continuam sendo restritas nas duas casas

Na próxima terça-feira (1), a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) retoma as sessões plenárias do ano após o recesso de janeiro. As sessões plenárias da Assembleia Legislativa do Paraná serão retomadas na próxima quarta-feira (2), conforme prevê o Regimento Interno, com a instalação dos trabalhos da quarta Sessão Legislativa da 19.ª Legislatura.

Tanto na Alep como na Câmara devem manter o trabalho híbrido, com sessões sendo realizadas de forma híbrida (com parte presencial e outra de forma virtual), por conta do recente aumento de casos de Covid-19, principalmente em razão na nova variante, mais contagiosa.

Os gabinetes dos vereadores terão seu funcionamento a critério do respectivo parlamentar, com atenção e obediência às medidas de prevenção da Secretaria Municipal da Saúde. A Mesa Diretora da Câmara decidiu que durante o mês de fevereiro, as sessões ordinárias continuarão sendo realizadas no formato híbrido, cabendo ao parlamentar optar por participar de forma presencial ou online. Entretanto, as sessões solenes e as audiências públicas, de iniciativa de vereadores, só poderão ser realizadas no formato remoto.

Foto: Orlando Kissner/Alep.

Já os debates e as votações dos projetos na Assembleia continuarão sendo realizados por meio do Sistema de Deliberação Misto, seguindo o protocolo adotado para minimizar os riscos de contaminação pelo coronavírus. Dessa forma, os sistemas do plenário funcionarão em conjunto com soluções tecnológicas que dispensam a presença física de parte dos deputados no plenário. Há dez dias, a Alep vem funcionando com controle de acesso, monitoramento de casos suspeitos entre servidores e com parte dos funcionários em teletrabalho. Por determinação da Comissão Executiva, também está proibida a realização de eventos coletivos ou sessões solenes que não tenham relação direta com as atividades legislativas de plenário.

Na Câmara Municipal, a pauta com os projetos que deverão ser votados será liberada na próxima segunda-feira (31). Também serão retomadas as reuniões das comissões, que discutem os projetos antes de serem votados em plenário, as audiências públicas e as sessões solenes. Todas essas atividades poderão ser acompanhadas ao vivo pelos canais da CMC no YouTube, Facebook e Twitter. Em janeiro, foram realizadas duas sessões extraordinárias para votar os projetos de lei que concederam a recomposição da inflação aos servidores do Executivo e do Legislativo, incluindo os agentes políticos e o subsídio dos parlamentares.

Com informações da Assembleia Legislativa do Paraná e da Câmara Municipal de Curitiba.

O Plural é um jornal independente mantido pela contribuição de nossos assinantes. Ajude a manter nosso jornalismo de qualidade. Assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. E passa a fazer parte da comunidade mais bacana de Curitiba.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

É falso vídeo que tenta ligar filho de Lula a Petrobras e a aumento de combustíveis

Diferentemente do afirmado em vídeo, o preço do barril de petróleo não é manipulado por uma empresa internacional que investe na Petrobras. O preço varia, na verdade, com a oferta e demanda do produto no mundo. Além disso, nenhum filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é sócio de empresa investidora da companhia e o presidente Jair Bolsonaro (PL) não instaurou uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar os acionistas da petroleira. O conteúdo é falso

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds