Dois deputados paranaenses são suspensos a pedido do PSL | Jornal Plural
Clube Kotter
4 mar 2020 - 23h49

Dois deputados paranaenses são suspensos a pedido do PSL

No total, foram 12 suspensões de parlamentares por desrespeito às cláusulas partidárias

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), suspendeu o mandato de 12 parlamentares do PSL a pedido do partido. Entre os políticos punidos estão os paranaenses Aline Sleutjes e Filipe Barros. A legenda elegeu 53 deputados em 2018. Com a medida a bancada fica com 41 parlamentares.

Além de Aline Sleutjes e Filipe Barros, foram suspensos das atividades partidárias os deputados federais Bibo Nunes (RS); Carlos Jordy (RJ); Caroline de Toni (SC); Daniel Silveira (RJ); General Girão (RN); Cabo Junio do Amaral (MG); Hélio Lopes (RJ); Márcio Labre (RJ); Sanderson (RS) e Vitor Hugo (GO).

Outros cinco apoiadores de Bolsonaro escaparam da punição por ocuparem cargos de presidente ou vice-presidente de comissões permanentes ou temporárias ou vagas no Conselho de Ética: Alê Silva (MG); Bia Kicis (DF); Carla Zambelli (SP); Chris Tonietto (RJ) e Eduardo Bolsonaro (SP).

No entendimento da presidência do partido, os parlamentares desrespeitaram cláusulas partidárias. Como cabe ao partido político estabelecer sanções disciplinares e regular o processo de punição dos seus integrantes, a Câmara apenas conferiu as formalidades do processo e averiguou os reflexos das punições no âmbito da Casa Legislativa.

A suspensão afasta os deputados do exercício de funções de liderança ou vice-liderança e os impede de orientar a bancada em nome do partido. Os parlamentares também não podem representar a legenda e participar da escolha de líder da bancada.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você entra na nossa lojinha, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias