Derivados de tabaco poderão ser proibidos em parques | Jornal Plural
8 jun 2020 - 11h00

Derivados de tabaco poderão ser proibidos em parques

Projeto foi aprovado pela Comissão de Serviço Público e vai à votação na Câmara de Curitiba. Quem descumprir será multado

O projeto que pretende limitar o fumo nos parques de Curitiba pode ser votado no plenário da Câmara dos Vereadores em breve. Nesta semana, a proposta do vereador Tico Kuzma (Pros) recebeu parecer favorável da Comissão de Serviço Público. A intenção é proibir o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés ou qualquer outro produto derivado do tabaco dentro dos parques de Curitiba.

O vereador pede que a Prefeitura crie uma área especial nos parques reservada para fumantes. Se a lei for aprovada, quem fumar fora dos limites estabelecidos pelo Poder Público pode ser multado em R$ 500 na primeira infração. Esse valor dobra em caso de reincidência.

De acordo com a proposta, serão multados aqueles fumantes que forem pegos em flagrante. O projeto já está na Câmara desde setembro de 2019 e agora deve ir à votação. Kuzma também foi o criador da Lei Antifumo, proibindo cigarros em bares e restaurantes da Capital.

A criação dos “fumódromos” nos parques deve delimitar as áreas para longe de crianças, quadras de esportes e de outros locais com grande circulação de pessoas. A Prefeitura também deverá indicar com placas os locais onde é proibido fumar.

Na justificativa do projeto, Kuzma destaca que o cigarro pode causar cerca de 50 doenças diferentes. Ele ainda cita que o Brasil é o oitavo país em número de fumantes. Com isso, o texto da proposta diz que a iniciativa serve para trazer mais Saúde para a população, limpando os ambientes públicos.

A proibição nos parques é comum em cidades como São Paulo e Nova York. Japão e Suécia também já aderiram a regras semelhantes. Contudo, propostas como essa nunca haviam prosseguido em Curitiba.

Ei, você! O Plural pretende sempre oferecer conteúdo gratuito e de qualidade. Mas isso só é possível se a gente tiver apoio de quem gosta do projeto. Olha só: você clica aqui, faz uma assinatura de R$ 15 e ganha um jornal para a cidade. Tá barato, hein?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias