Leilão venderá 24% do capital da Copel - Jornal Plural
8 dez 2020 - 11h31

Leilão venderá 24% do capital da Copel

Braço de participações do BNDES anunciou contratação do BTG Pactual para coordenar a oferta

A Copel anunciou nesta terça, dia 8 de dezembro, que as ações da empresa pertencentes ao BNDESPar, braço de participações do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), irão ser vendidas. O BNDESPar detém 24% do capital total da Copel. A oferta será coordenada pelo BTG Pactual.

O BNDESPar é o segundo maior acionista da Copel. O maior é o Governo do Paraná, que controla a empresa. A venda das ações acontece um mês depois da venda da Copel Telecom, subsidiária de telecomunicações que foi vendida para a Bordeaux Fundo de Investimento em Participações Multiestratégia por R$ 2,395 bilhões.

O BTG tem 24 horas para formar um consórcio de bancos e preparar a operação, que não tem ainda data para ocorrer.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Assuntos:

6 comentários sobre “Leilão venderá 24% do capital da Copel

  1. Mesmo com essas vendas a Copel continua sendo uma estatal, pois o acionista majoritário é o Estado do Paraná. A diferença é que o Estado recebe proporcionalmente menos lucro. Mas quando o Estado tiver 49,9999% de participação, daí sim é que “porca torce o rabo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias