Bloqueio de anúncios políticos no Facebook ajuda quem quer reeleição | Jornal Plural
Clube Kotter
4 out 2020 - 16h57

Bloqueio de anúncios políticos no Facebook ajuda quem quer reeleição

Para especialista, “filtro” dos anúncios vai prejudicar a maioria dos candidatos

Há pouco mais de um mês, o Facebook anunciou que vai permitir o bloqueio de anúncios políticos e propaganda eleitoral em duas de suas plataformas: na própria rede social e no Instagram. Contudo, esse “filtro” de publicidade que vai aparecer para o usuário terá consequências diretas na campanha eleitoral das eleições municipais no Brasil. De acordo com a advogada Carla Karpstein, especialista em direito eleitoral, a medida deve beneficiar aqueles políticos que estão buscando a reeleição.

Para a especialista, a maior parte dos candidatos envolvidos na campanha eleitoral tem a perder com a medida adotada. Segundo ela, como a campanha presencial no “corpo a corpo” está proibida, o contato virtual com o eleitor é a única alternativa que resta para quem está concorrendo no processo eleitoral. “Qual o resultado disso? Qual a consequência? Quem já detém mandato tem uma chance muito maior de se manter no poder”, diz Karpstein.

A advogada citou como exemplo a eleição para a Prefeitura de Curitiba, em que tinha muitos pré-candidatos desistiram da disputa. Karpstein destaca que o maior impacto de controle das redes sociais está na eleição para vereador, já que o postulante ao Legislativo Municipal disputa um espaço pequeno em um cenário com muita concorrência.

“Ele (candidato) disputa um espaço muito pequeno, então se ele não puder fazer uma propaganda diferente, perde completamente a chance ou diminui muito a chance de conseguir esse mandato de quem já tem”. Além disso, a especialista afirma que a tendência é que a renovação política seja menor do que foi nas eleições de 2016.

Com o filtro do Facebook, o usuário da rede social pode escolher se vai querer ter acesso aos anúncios políticos ou não. Para bloquear as propagandas, o dono da conta na plataforma deve ir até a aba Preferências de anúncios e escolher quais tipos de publicidade deixarão de aparecer em sua linha do tempo. Ademais, há opções de bloqueio de anúncios políticos e eleitorais que levam o selo “Pago Por” ou “Propaganda Eleitoral”.

Para ativar o recurso no Instagram, é necessário ir até o item de “Preferências de tópico” de anúncio. Caso as medidas para bloquear não forem efetivas, o usuário o Facebook pode reportar a situação para à plataforma.

Os anunciantes das redes sociais deverão comprovar as suas identidades por CPF ou CNJ, além de residência no país. Em junho, o recurso de bloqueio de anúncios já havia chegado aos Estados Unidos, com restrições que também atingiram ao Twitter.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias