Minissérie “The night of” funciona como três-em-uma | Jornal Plural
Clube Kotter
17 maio 2020 - 20h39

Minissérie “The night of” funciona como três-em-uma

Produção da HBO consegue ser, em oito episódios, um suspense policial, um filme de tribunal e um drama de cadeia

A HBO liberou o acesso a algumas de suas produções. Uma delas, “The night of”, tem um formato que a HBO conseguiu transformar em arte: o de minissérie com um número limitado de episódios, que narram uma história com começo, meio e fim.

No caso de “The night of” (em tradução livre, “na referida noite”, o que parece uma expressão tirada do boletim de ocorrência feito pela polícia), são oito episódios de  mais ou menos uma hora cada um, escritos por Richard Price e dirigidos por Steve Zaillian. Vale falar um pouquinho sobre esses dois sujeitos porque as credenciais são de respeito.

Além de roteirista, conhecido pela série “A escuta” (2002-2008), Price é também escritor. No Brasil, a Companhia das Letras publicou “Vida vadia”, um livro que retrata o meio policial nova-iorquino. Price chegou a conviver com agentes para dar conta das formas de falar, criando formas de reproduzi-las em texto. Em “The night of”, ele está em ambiente familiar.

Zaillian é mais conhecido como roteirista do que como diretor. Ele escreveu o roteiro de “O irlandês” (2019), a produção da Netflix baseada em fatos e dirigida por Martin Scorsese que acompanha cinco décadas na vida do homem contratado para ser guarda-costas do sindicalista Jimmy Hoffa.

O ponto de partida de “The night of” é o assassinato de uma jovem branca e rica, em um bairro de classe alta em Nova York. O principal suspeito é Naz (Riz Ahmed), um jovem muçulmano de família paquistanesa. Ele é tão nova-iorquino quanto a Estátua da Liberdade, mas é com frequência alvo de preconceito por causa da religião e da cor da pele, embora elas não sejam o tema da minissérie.

O arco da história se divide em três. Começa como um suspense policial. O primeiro episódio, quando ocorre o crime, é muito, muito tenso. Depois se encaminha para um drama de cadeia. Sendo o principal suspeito, Naz é preso e precisa dar um jeito de sobreviver atrás das grades. E termina com uma cena eletrizante de tribunal, como não se via há muito tempo em produções americanas. Ela é conduzida pelo advogado John Stone, interpretado por John Turturro, com certeza o melhor personagem da minissérie.

A minissérie “The night of” funciona então como três-em-uma. O drama de cadeia, o miolo da narrativa, é a parte mais fraca, mas os dois extremos – o começo e o fim – valem.

Serviço

Para acessar as produções gratuitas da HBO (entre elas, “The nigh of”), use o aplicativo ou entre aqui e clique no botão “Descubra HBO Go”. Na página seguinte, veja o anúncio que diz “Descubra a HBO” e clique em “Ver coleção”. Pronto. Sem nenhum tipo de burocracia ou toma lá, dá cá, a HBO liberou o acesso para várias séries e minisséries.

Um jornalismo honesto, local e objetivo faz diferença. Ajude o Plural a cuidar de Curitiba. Com R$ 15, você investe em informação de qualidade. Se puder, assine. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias