Protagonistas vivem à sombra do sonho americano em “Projeto Flórida” | Jornal Plural
28 set 2020 - 9h00

Protagonistas vivem à sombra do sonho americano em “Projeto Flórida”

Mãe e filha vivem em hotel à beira da estrada para a Disneylândia – a metáfora se aplica à vida das duas

Por algum motivo, nos últimos dias, ao escolher um filme para ver nas plataformas de streaming, tenho escolhido aqueles que retratam histórias mais atuais. Talvez tenha sido o efeito dos sete meses de quarentena que me fizeram optar por “Projeto Flórida”, no Prime Video, da Amazon, em um domingo qualquer.

A sinopse era típica das plataformas: “Uma mãe solteira e o gerente de um hotel de beira de estrada fazem o máximo para manter a inocência da vida de uma menina de seis anos”.

Moonee, a menina, vive com a mãe, Halley, em um hotel de beira de estrada na Flórida, nas proximidades dos parques da Disney. Não é preciso muitos detalhes além disso para entender que a situação financeira da família não é das melhores.

O filme se divide entre a rotina da menina, aprontando com os amigos e fazendo coisas que fariam qualquer adulto responsável se apavorar por alguns bons minutos; o dia a dia no hotel de beira de estrada; e as empreitadas de Halley para conseguir dinheiro. É bem real: dos palavrões aos acontecimentos, passando pelo comportamento das personagens.

O impacto maior, talvez, fique com a sutileza narrativa do roteiro construído por Sean Baker (que também dirigiu o filme) e Chris Bergoch. Começa com uma cena mais demorada, que a princípio não diz muito. Até que uma entrelinha, na fala de algum personagem, faz o clique. Assim, as coisas vão se concatenando: clique, clique, clique. Uma série de sutilezas que revela uma realidade crua.

Outro aspecto estético e narrativo explorado pelo filme é “a coisa Disney”: esse símbolo máximo de magia e encanto, ausente na história da dupla de protagonistas, mas onipresente em sua narrativa. É como viver às sombras de um sonho – sob a ironia de morar no hotel chamado “Castelo Mágico”, em um estado conhecido por suas frutíferas safras de laranja, mas nunca de fato vivenciar a magia, o sonho, a mesa farta.

Em meio ao desprezo, à pobreza e à violência, “Projeto Flórida” é abundante em humanidade, seja dos personagens ou dos sentimentos que gera no expectador. “Bem-vindo a um reino de magia”.

Streaming

“Projeto Flórida” está em cartaz no Prime Video, da Amazon.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias