Olhar de Cinema cresce e traz novidades | Jornal Plural
Clube Kotter
27 maio 2019 - 22h03

Olhar de Cinema cresce e traz novidades

De 5 a 13 a de junho, a capital paranaense estará imersa no mundo cinematográfico: o festival Olhar de Cinema chega a sua oitava edição,…

De 5 a 13 a de junho, a capital paranaense estará imersa no mundo cinematográfico: o festival Olhar de Cinema chega a sua oitava edição, com novidades. Além de uma nova mostra, duas novas salas de exibição no seu circuito – as do Cine Passeio -, e o lançamento de um aplicativo, o festival contará com 131 filmes e um centena de convidados nacionais e internacionais.

“O grande trunfo do festival sempre foi ter uma curadoria elaborada, uma pesquisa aprofundada de tudo que está sendo exibido”, salienta o diretor geral e artístico do evento, Antônio Júnior. Segundo ele, a linha de trabalho do Olhar de Cinema é focada em obras que fujam dos padrões convencionais, que não seriam facilmente encontradas nas salas de cinema. Outro fator relevante para a escolha dos filmes é o tema: a seleção também é feita levando em consideração assuntos que estão em pauta, que discutam a atualidade.

O resultado é um evento diverso, com filmes clássicos, infantis e experimentais. Pelo menos 28 longas estarão estreando no país depois de passar por festivais internacionais como Sundance, Rotterdam, Berlim e Cannes. “Será uma oportunidade de vê-los e discuti-los em primeira mão”, celebra Antônio.

Cinema nacional

Em 2019, o Olhar de Cinema passa a ter dez mostras, a novidade fica por conta da Olhares Brasil, totalmente dedicada às obras nacionais. Em um cenário de incertezas, com eventos cancelados e adiados, manter a programação e amplia-la é, para a organização, motivo de orgulho: “Continuar existindo e crescendo enquanto evento cultural é um ato heroico”, ressalta o diretor.

Embora o festival tenha dimensões internacionais, o produção local tem – desde a primeira edição – lugar de destaque. Para quem quiser conhecer um pouco do audiovisual do Paraná, a dica é acompanhar a mostra Mirada Paranaense. Vitrine da produção do estado, as exibições têm horário diferenciado – sempre aos fins de semana, ou fora do período comercial.

“Produtores, atores, realizadores, roteiristas – todos os profissionais que compõem a área estarão presentes. Será uma oportunidade única de debater e conversar com essas pessoas”, ressalta Antônio. Além da exibição dos filmes, o evento também apresenta atividades paralelas, entre elas o Seminário de Cinema de Curitiba. Remodelado, o seminário passa a ter programação gratuita e sem a necessidade de inscrição prévia. “A ideia é que todos participem e a programação fique mais democrática”, destaca o diretor geral ao mencionar que as discussões tem previsão de acontecer no hall de entrada do Shopping Novo Batel.

Também esse ano, a organização se prepara para o primeiro Encontros de Cinema, uma proposta mas voltada ao lado comercial da área. “Profissionais do Brasil e do mundo virão discutir sobre o cinema como economia criativa, sem deixar de lado a criação”, explica o diretor. Os encontros acontecem entre os dias 9 e 11 de junho, com atividades restritas aos pagantes.

Se acompanhar a programação completa parece uma missão impossível, o festival lançou em 2019 mais uma novidade: por meio de um aplicativo, participantes poderão montar seu próprio cronograma, além de receber alertas e notificações sobre os eventos agendados. A facilidade está disponível tanto para sistema Android quanto para iOS.

Vale lembrar que os ingressos estão disponíveis apenas no local de exibição dos filmes, e custam R$ 14 e R$ 7 (meia entrada). Mais informações e detalhes sobre a programação completa podem ser acessadas no site do festival, ou pelo aplicativo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias