Dez livros para ficar de olho em outubro - Jornal Plural
4 out 2021 - 21h53

Dez livros para ficar de olho em outubro

Lançamentos do mês incluem contos de Chico Buarque, romance de Sigrid Nunez e livros de autores argentinos

Pensando nas próximas leituras? O Plural separou dez títulos que editoras brasileiras estão lançando. Há contos, romances, não-ficção; você também pode escolher entre Chico Buarque, uma série de autores argentinos importantes e até uma autora romena. Veja a lista abaixo, escolha seus livros e boa diversão!

Anos de chumbo e outros contos
Chico Buarque. Companhia das Letras, 168 pp. R$ 59,90

Primeiro livro de contos da carreira de Chico Buarque. A Companhia das Letras, que publica todos os romances de Chico desde Estorvo, nos anos 1990, oferece por enquanto apenas um resumo de algumas das histórias do livro. “Uma jovem e seu tio. Um grande artista sabotado. Um desatino familiar. Uma moradora de rua solitária. Um passeio por Copacabana. Um fã fervoroso de Clarice Lispector. Um casal em sua primeira viagem. Um lar em guerra.”

Acesse a pré-venda.

Salvatierra
Pedro Mairal. Tradução de Mariana Sanchez. Editora Todavia, 112 pp. R$ 54,90

Romance elogiadíssimo do argentino Pedro Mairal, publicado originalmente em 2008 e agora saindo no Brasil com tradução de Mariana Sanchez. Um mural gigante de tecido se transforma numa espécie de mapa para a vida de um pintor recém-falecido. Seu filho herda o trabalho e recebe a tarefa de fazer o que seu pai desejava. Alguns trechos do mural revelam que o autor era alguém bem diferente do que o filho imaginava.

Acesse a pré-venda.

Memória para o esquecimento
Mahmud Darwich. Tradução de Safa Jubran. Editora Tabla, 216 pp., R$ 44,10.

A Tabla, especializada em literatura do mundo árabe e turco, lança um texto em prosa de Mahmud Darwich, o grande poeta da Palestina e um dos mais importantes do mundo árabe. O livro descreve um longo dia de agosto de 1982, durante a invasão israelense ao Líbano e o cerco a Beirute.

Janeiro
Sara Gallardo. Tradução de Ellen Maria Vasconcellos, 96 pp., R$ 48,00.

Primeiro romance da grande escritora argentina que vem sendo recuperada pelos leitores brasileiros. Sara Gallardo escreveu esse livro na década de 1960, iniciando uma carreira que incluiria Eisejuaz, outro romance recentemente publicado no Brasil pela Relicário.

Acesse a pré-venda.

O verão em que mamãe teve olhos verdes
Tatiana Tîbuleac. Tradução de Fernando Klabin. Editora Mundaréu, 240 pp., R$ 59.00

Mantendo a tradição de publicar livros de países a que os leitores brasileiros em geral não têm acesso, a Mundaréu traduziu esse romance romeno sobre as relações entre uma mãe e um filho, que começa com rancor e ódio e acaba levando a outros sentimentos bem diferentes. “O tratamento dado aos personagens, a descrição de suas dores, o encontro consigo mesmo e com o outro, o modo como a escritora coloca frente a frente sujeitos tão distintos e tão iguais, é de fazer o leitor parar a leitura para enxugar as lágrimas e tomar ar”, diz Benedito Costa em sua resenha.

Acesse a pré-venda.

O livro do xadrez
Stefan Zweig. Tradução de Silvia Bittencourt. Editora Fósforo, 88 páginas, R$ 49,90.

Último livro do escritor austríaco que se radicou no Brasil. Uma novela breve que se passa em um navio, onde um campeão de xadrez joga uma partida com outro dos passageiros. O livro tem alusões ao nazismo e ao antissemitismo que marcou a vida do judeu Stefan Zweig.

Acesse a pré-venda.

Correio literário
Wislawa Szymborska. Tradução de Eneida Favre. Editora Âyiné, 132 pp., R$ 59,90.

A Âyiné vem lançando diversos trabalhos de Symborska, a poeta mais importante da Polônia no século 20, premiada com o Nobel de Literatura. Neste livro, textos curtos publicados originalmente em jornal como respostas a cartas de leitores, falam sobre literatura e muito mais.

Acesse a pré-venda.

O que você está enfrentando
Sigrid Nunez. Tradução de Carla Fortino. Editora Instante, 176 pp., R$ 51,90.

Primeiro livro da autora depois de sua vitória do National Book Award com O Amigo. Uma mulher escuta relatos de episódios dolorosos que seus interlocutores estão enfrentando. Entre eles, o filho de uma vizinha descreve a perda progressiva da sanidade da mãe idosa; uma frequentadora de academia lamenta a inevitabilidade do envelhecimento; um ex-gato de abrigo, em uma cena kafkiana, compartilha sua comovente trajetória.

Acesse a pré-venda.

O arqueiro de olho e meio
Benedikt Lívchits. Tradução de Bruno Barretto Gomide. Editora Carambaia, 336 pp., R$ 98,91.

Poeta relevante da época da Revolução Russa, Lívchits acabou se tornando famoso principalmente por esse relato de como foi a vida durante a formação da União Soviética, com os bolcheviques no poder e a sociedade tentando de adaptar à nova realidade. A revolução, a guerra civil e a nova política econômica transformaram a vida e a arte do período, e o livro mostra como isso aconteceu no dia a dia do país.

Acesse a pré-venda.

Faça-se você mesmo
Enzo Maqueira. Tradução de Maurício Tomboni. Editora Pontoedita, 144 pp., R$ 99,90.

Um homem que pode estar doente foge de Buenos Aires para o campo. O livro é um registro dos pensamentos desse sujeito, em prosa forte e marcante. Com apresentação de J.P. Cuenca, o romance, chamado pela editora de um “noir rural”, é a estreia do escritor argentino no Brasil

Acesse a pré-venda.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. As assinaturas nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba em meio aos obstáculos da pandemia e fazemos isso com reportagens objetivas, textos de opinião e de cultura, charges e crônicas. Obrigado pela leitura.

4 comentários sobre “Dez livros para ficar de olho em outubro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias