Filme turco “Milagre na cela 7” vira uma espécie de sofrimento para quem assiste | Jornal Plural
Clube Kotter
12 jun 2020 - 9h01

Filme turco “Milagre na cela 7” vira uma espécie de sofrimento para quem assiste

Drama em cartaz na Netflix explora a vida trágica de um homem com deficiência intelectual condenado injustamente pela morte de uma criança

Se você se irrita com as injustiças do mundo, vai sofrer com o drama turco “Milagre na cela 7”, em cartaz na Netflix.

O pai solteiro Mehmet, ou Memo, cria a filha pequena com a ajuda da avó. Ele tem algum tipo de deficiência intelectual que o filme não especifica, embora deixe claro que o homem age como uma criança, com um entendimento limitado do mundo.

Em determinado ponto da história, uma criança – a filha de um comandante poderoso do exército – começa a brincar com ele, subindo em algumas pedras grandes à beira da praia. O problema é que ela escorrega de cima de uma das pedras e bate a cabeça.

Memo tira a garota da água numa tentativa de salvá-la, mas, quando os pais da menina veem essa cena, pensam que ele é culpado pela morte da filha. E não querem saber de mais nada.

Muito rápido, Memo é julgado e sentenciado à pena de morte por homicídio (“Para servir de exemplo”, como diz o comandante), e transferido para uma prisão de segurança máxima, onde é muito mal tratado. E onde todos pensam que ele é mesmo culpado.

O enredo por si só já é bem triste, mas mesmo assim o filme está cheio de cenas excessivamente dramáticas e cruéis, mostrando o sofrimento de Memo (e virando uma espécie de sofrimento para quem assiste também).

Apesar de angustiante, e do inevitável desfecho, a trama é construída para prender até o fim, arrancando todas as lágrimas possíveis.

Serviço

“Milagre na cela 7” está disponível (por sua conta em risco) na Netflix.

Se puder, assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. Isso faz muita diferença para nós: ser financiados por leitoras e leitores. São as assinaturas que nos mantêm funcionando com uma equipe que hoje tem oito pessoas e dezenas de colaboradores. Somos um jornal que cobre Curitiba. Obrigado pela leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assuntos:

Últimas Notícias