27 jan 2022 - 15h13

“Belle” leva o conto de fadas “A Bela e a Fera” para o metaverso

Novo filme de Mamoru Hosoda, um dos mestres da animação japonesa, estreia nos cinemas nesta quinta-feira (27)

O metaverso é um conceito antigo e bastante explorado em histórias de ficção científica, mas nunca realizado completamente fora da fantasia – apesar das promessas feitas por certos bilionários da internet. Um ambiente virtual de possibilidades infinitas, cujas fronteiras são definidas pela imaginação do usuário. A animação “Belle” oferece uma perspectiva positiva sobre essa ferramenta que, com frequência, aparece como metáfora para a alienação de uma sociedade.

“Belle” acompanha Suzu, uma adolescente que perdeu a mãe na infância. Introvertida e com poucos amigos, Suzu evita a companhia do pai e não consegue participar de atividades que costumava dividir com a mãe. Ao receber um convite para participar de “U”, um universo digital que permite ao usuário assumir uma identidade anônima, Suzu se torna Belle.

Nesse mundo virtual, Suzu descobre que consegue cantar novamente, algo que ela não fazia desde a morte da mãe. Belle se torna uma celebridade, se destacando em “U” por sua beleza e suas músicas, que acabam por atrair um violento jogador conhecido como Dragão. Suzu não se deixa intimidar e percebe em Dragão alguém com dores reais que ela talvez possa ajudar off-line.

“Belle” faz uma interpretação nova e tecnológica do conto de fadas “A bela e a fera”, um clássico francês do século 18, abordando temas como perda, luto e aceitação. No universo fantástico do filme, uma baleia jubarte coberta por alto-falantes serve de palco para espetáculos musicais que hipnotizam 5 bilhões de pessoas.

Hosoda-san

Mamoru Hosoda, um dos mestres dos animes (as animações japonesas), cria uma dimensão digital cuja textura lembra a nossa não tão evoluída internet e, de forma semelhante à nossa versão, o ruído pode ser sufocante, mas aqueles que conseguem navegar esse oceano de conteúdo são recompensados com acesso sem precedentes a conhecimento, informação e artes.

Em “Belle”, o metaverso alcança seu potencial utópico de conexão. Através de seu avatar em “U”, a confiança de Suzu é restaurada e seus traumas começam a ser tratados e curados. Essa nova consciência sobre si mesma permite que ela reconheça os efeitos que o trauma pode ter naqueles a sua volta – inclusive no temido Dragão.

Com visuais encantadores e personagens carismáticos, o anime de Hosoda não se preocupa muito com o lado negativo do metaverso. As críticas ao “U”, quando feitas, são satíricas e podem passar despercebidas. Mas o roteiro alfineta as infindáveis propagandas que inundam qualquer ambiente virtual, fictício ou não.

“Belle”

Novo filme de Mamoru Hosoda estreia nos cinemas nesta quinta-feira (27).

O Plural é um jornal independente mantido pela contribuição de nossos assinantes. Ajude a manter nosso jornalismo de qualidade. Assine o Plural. Você pode escolher o valor que quer pagar. E passa a fazer parte da comunidade mais bacana de Curitiba.

Assuntos:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

Post adultera áudio e mente ao afirmar que Lula foi xingado em Caruaru

É falso conteúdo publicado no Facebook afirmando que Lula foi hostilizado ao participar da festa junina em Caruaru, Pernambuco. A publicação sofreu edição com a introdução de um áudio com gritos de “ladrão”. No conteúdo original, o ex-presidente é aplaudido durante um ato político de um aliado em Uberlândia, Minas Gerais. No post, é tocado um jingle de pré-campanha eleitoral

Projeto Comprova

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds