Top
Forças ArmadasRepressão

RELATÓRIO DE INFORMANTE DA MARINHA, ESCRITO DE PRÓPRIO PUNHO

Compartilhe:

 

No documento  em anexo um informante, provavelmente um agente do Centro de Informações da Marinha – Cenimar, relata de próprio punho relata de próprio punho detalhes de uma reunião da  A Associação de Marinheiros e Fuzileiros Navais do Brasil realizada  no Sindicato dos Condutores Autônomos do Rio de Janeiro.

Na reunião os marinheiros e fuzileiros protestaram contra os maus tratos à bordo e a qualidade da alimentação.

A AMFNB foi criada n dia 25 de março de 1962  no Rio de Janeiro, tendo o cabo João Barbosa de Almeida na presidência, o órgão de classe dos marujos, mesmo sem ser reconhecido pela instituição, conseguiu ampliar seu quadro social e passou a prestar ampla assistência aos membros da entidade. Entre os serviços mais destacados estavam: atendimento médico,  assistência jurídica, cursos educacionais, passeios turísticos para os grumetes recém-chegados ao Rio de Janeiro, dentre outros. O

fato é que, até meados de  1963, a Marinha tolerou a existência da AMFNB. Depois disso, uma série de fatores que vão de aspectos de conjuntura da política nacional, passando por conflitos internos entre a Associação e o ministro da Marinha, levaram os marinheiros e fuzileiros para o olho do furacão político de março de 1964, ou seja, o golpe civil-militar.

http://www.scribd.com/doc/126252129/Informe-Assembleia-Realizada-Pela-Associacao-Dos-Marinheiros-e-Fuzileiros-Navais

Compartilhe:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *