Top
DOPS DOS ESTADOSForças ArmadasTorturasVPR

A QUEDA DA ÁREA TÁTICA QUE A VPR PREPARAVA PARA RECEBER CARLOS LAMARCA

Compartilhe:

http://pt.scribd.com/doc/139003515/Apreensao-de-Armas

PESQUEIRA IPM JUNTADO1

No Rio Grande do Sul, logo no início de abril de 1970, a repressão  desmantelou a a “Área Tática” , que a Vanguarda Popular Revolucionária construía, na Barra do Rio Turvo, município de 3 Três Passos,. na ocasião foram presos inúmeros militantes que integravam a “Sociedade Pesqueira Alta Uruguai Ltda.”, que servia como “fachada” da Resistência à Ditadura.

Com a queda da área Tática, a VPR perdeu a estrutura que vinha montando para receber o capitão Carlos Lamarca e que serviria como apoio para futuras ações armadas.

O Inquérito Policial Militar é uma peça escrita no decorrer no processo montado pela ditadura. Seus documentos são de autoria dos membros do Tribunal Militar, e portanto são a visão do opressor e seus mecanismos jurídicos. Apesar de que devem ser lidos com uma visão crítica, são elementos para entender o período e os esforços da militância antiditatorial.

 

 

Compartilhe:

Arquivos para download:

2 comments

  1. luiz Nicola 8 setembro, 2015 at 12:59 Responder

    Aluízio Palmar

    Informo que sou filho de pai pertencente ao grupo dos onze aqui no oeste do RS. Como eu era, à época, militar de carreira do Exército, também fui perseguido e coagido a deixar a profissão de militar. Já na vida civil, a perseguição continuou ainda mais presente e feroz. Somente quem, como eu, viveu uma situação destas pode conhecer a verdade do que efetivamente a ditadura militar fez com seus opositores e familiares. Eu nunca fui contra as atividades dos militares. Eu me opus, é verdade, abertamente contra a ingerência dos militares na atividade politica da República, ou seja, contra o golpe militar. Abraços. Luiz Nicola Vieira

Deixe uma resposta para Aluizio Palmar Cancelar resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *