Top
AESI ItaipuCondorForças ArmadasMinistériosOperação CondorParaguaiosRepressão

ASSESSORIA DE INFORMAÇÕES DE ITAIPU, CÉREBRO E BRAÇO OPERACIONAL DA OPERAÇÃO CONDOR NO CONE SUL (1)

A partir de 1974. a Assessoria de Segurança e Informações de Itaipu começou a extrapolar suas operações,  indo além das funções pelas quais foi criada.

No início agentes, informantes e analistas, investigavam a vida pregressa das pessoas contratadas, tanto pela Itaipu, como pela Unicon e ouras empresas que operavam na construção da Hidrelétrica. Faziam a triagem dos pretendentes a um emprego e vigiam as atividades dos trabalhadores.

Em fevereiro de 1974, a estrutura da AESI, montada para consumo caseiro, começa a receber reforço de agentes e analistas formados no aparelho repressivo da ditadura. Quadros com experiência operacional e conhecimento das organizações da Resistência são incorporados. Vieram dos Doi-Codis, do Cenimar, do Cisa e do CIE. Montaram braços da Aesi em Assunção e Buenos Aires. Coletaram dados, intercambiaram informações com os servições de informações do Chile, Argentina, Uruguai e Paraguai.

Os documentos em anexo, descobertos no Arquivo do Terror, em Assunção mostram a ação dos agentes do Condor financiado pela Itaipu Binacional.

    

Compartilhe:

Arquivos para download:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *