Top

Compartilhe:

Em 1969, os presos políticos do Movimento Revolucionário 8 de Outubro – MR8 Velho, de Niterói entraram em greve de fome.

Os presos estavam nos centros de tortura da Ilha das Flores (na Baia de Guanabara)  e no Presídio Naval, da Ilha das Cobras. Eu estava na Ilha das Cobras e nossa cela era uma caverna escavada na rocha.

Ficamos sem comer até a exaustão e só paramos quando nossas reivindicação de liberação de visitas foram atendidas e entramos no soro, aplicado compulsoriamente pelos fuzileiros navais.

No Brasil, durante o período da ditadura (1964-1985), presos políticos amotinaram-se em favor da anistia. Uma das greves de fome mais simbólicas da época aconteceu em 1979 e envolveu dezenas de prisioneiros em todo país

A greve durou 32 dias e terminou com a aprovação da Lei de Anistia pelo Congresso Nacional, em 22 de agosto do mesmo ano.

A greve greve de fome é um método de resistência pacífica, por meio do qual a pessoa deixa de consumir alimentos até que suas reivindicações sejam atendidas. É uma das principais estratégias utilizadas por presos políticos para pressionar autoridades, empregada, ao longo da história, por religiosos, políticos e ativistas de todo mundo.

Compartilhe:

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *