Top
AESI ItaipuFundo Aluízio PalmarFundo Foz do IguaçuLuta no CampoRepressão

A AÇÃO DOS ESPIÕES DA DITADURA NOS DIAS TENSOS QUE ANTECEDERAM A FORMAÇÃO DO LAGO DE ITAIPU

Compartilhe:

Naqueles dias tensos que antecederam a formação do Lago de Itaipu  cerca de 40 mil pessoas, ao longo dos oito municípios brasileiros afetados pela formação do lago, começaram a viver o drama da expropriação, sendo aproximadamente 20 mil o número de desapropriados no Paraguai.

Fazia um ano que eu havia retornado ao Brasil, ou melhor, emergido da luta clandestina, após ter sido bandido do território nacional pela ditadura civil-militar em 1971. Entrei no centro do furacão que agitava a região Oeste do Paraná com a credencial de Conselheiro da Comissão Justiça e Paz,  missão de confiança e companheirismo a mim concedida pelo Bispo Dom Olívio Fazza.

E lá estive eu presente nas assembleias dos colonos  e reuniões realizadas debaixo das lonas dos acampamentos do Movimento Justiça e Terra. As reuniões com a diretoria da Itaipu eram nervosas, uma verdadeira queda-de-braço. A gente lá dentro do escritório da Binacional em Santa Helena e o povo  do lado de fora aguardando o resultado das negociações.

Imprensa não podia entrar, Itaipu não deixava. Arapongas, ou melhor, espiões da ditadura tinha aos montes.  O relatório anexo é resultado da espionagem feita pela 2ª Seção da Polícia Militar do Paraná

Info 542/80

8 outubro de 1980

Difusão para a 5ª Região Militar, SNI, CI/SESP/ DSI?PR

http://pt.scribd.com/doc/117936612

http://pt.scribd.com/doc/117936614

http://pt.scribd.com/doc/117936618

http://pt.scribd.com/doc/117936719

http://pt.scribd.com/doc/117936730

Compartilhe:

3 comments

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *