O GUERRILHEIRO, IMPRENSA CLANDESTINA DA ALN

Compartilhe:

Mais do que um jornal, O Guerrilheiro é um dos documentos que sintetiza o espírito da época. Poucos meses antes do início de sua publicação, Carlos Marighella volta da conferência da Organização Latino-Americana de Solidariedade (OLAS), realizada em Cuba, decidido a romper com o PCB e liderar a resistência armada à ditadura. Mas não quer perder tempo com a construção de um novo partido. Defende uma organização totalmente voltada para o combate e a implantação da guerrilha.
A primeira edição do jornal foi produzida em abril de 1968 pelo Agrupamento Comunista de São Paulo, cisão do PCB liderada por Marighella. Em seguida, tornou-se a voz oficial da Ação Libertadora Nacional (ALN).

(Instituto Vladimir Herzog)

Compartilhe:

Aluizio Palmar

Os documentos dos arquivos da ditadura devem ser vistos com o olho crítico da dúvida, pois foram escritos por pessoas treinadas para mentir, contrainformar, caluniar, prender, torturar e matar.
Espero que Documentos Revelados contribua para a compressão dos acontecimentos das décadas passadas, dos métodos de controle usados pelo Estado Policial e estimule os visitantes a ter um compromisso ativo com a democracia.
Documentos Revelados é resultado de anos de garimpagem em arquivos públicos e particulares, de caixas e pastas, repletas de mandados de prisão, informes,radiogramas, ofícios, dossiês,relatórios e outros tipos de documentos produzidos pela burocracia policial.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *