Top
GeralLuta no Campo

POLÍCIA CONSIDEROU “ COMUNISTAS ‘A SERVIÇO DA SUBVERSÃO NO CAMPO” CAMPONESES QUE RECLAMAVAM PAGAMENTO DE SALÁRIO MINIMO E 13º

O  interior do Paraná, tal como todo o interior do Brasil, ficou conhecido pelo conluio entre a força policial e os proprietários da terra. É o coronelismo, manifestação do poder privado – dos senhores de terra. Essa troca de favores entre o Poder Publico e senhores de terras, estão presentes em vários documentos emitidos pelas autoridades públicas. Mostram claramente o poder dos latifundiários, cuja origem está nos serviços que esses prestam nos pleitos eleitorais.

Esse poder decorria de sua condição de grande proprietário, e era proporcional à quantidade de terras que possuía. Quanto mais terra, maior era o numero de pessoas que dependia do coronel.

Os documentos anexados são provas do serviço subalterno dos agentes policiais aos donos de fazenda. Esses documentos mostram a pressão exercida pela polícia a um grupo de agricultores que reclamavam pelo pagamento do salário mínimo e do 13º. Esse  camponeses foram considerados comunistas perigosos ‘a serviço da subversão no campo

Leave a reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *