Delatores revelam submundo da repressão à Resistência

Compartilhe:

DURANTE MINHA PESQUISA nos arquivos fiquei impressionado com as informações que chegavam do exterior para a repressão. Aproveitei então a estrutura da Delegacia de Foz do Iguaçu da Polícia Federal e descobri o endereço e o telefone de Madalena Lacerda, ex-militante da VPR, que após ter sido presa passou a trabalhar para a repressão.

Este caso ficou conhecido em 1992, quando o deputado Luiz Eduardo Greenhalgh tornou pública a história de um casal de militantes de esquerda que havia passado para o lado da ditadura. Causou perplexidade a revelação do acordo que a militante da VPR Madalena Lacerda e seu companheiro, Gilberto Giovannetti, haviam feito com militares do Centro de Informação do Exército.

Em anexo, segue parte de minha correspondência com Gilberto Giovannetti. Madalena não quis falar sobre o assunto.  Também segue um texto de Giovannetti, entitulado “Se vás para Chile”, onde ele conta como aconteceu o acordo do  casal com os seus carcereiros.

Julgo que esse a importância desse documento está no fato do mesmo retratar uma época de opressão e medo.  O material – correspondência e texto de G. Giovannetti  seguem em jpg e em PDF.

http://pt.scribd.com/doc/90929999

 

 

.

Compartilhe:

Aluizio Palmar

Os documentos dos arquivos da ditadura devem ser vistos com o olho crítico da dúvida, pois foram escritos por pessoas treinadas para mentir, contrainformar, caluniar, prender, torturar e matar.
Espero que Documentos Revelados contribua para a compressão dos acontecimentos das décadas passadas, dos métodos de controle usados pelo Estado Policial e estimule os visitantes a ter um compromisso ativo com a democracia.
Documentos Revelados é resultado de anos de garimpagem em arquivos públicos e particulares, de caixas e pastas, repletas de mandados de prisão, informes,radiogramas, ofícios, dossiês,relatórios e outros tipos de documentos produzidos pela burocracia policial.

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *