MEMÓRIAS DA DOR. EM 1974, O ESCRITOR PAULO COELHO FOI PRESO POR ENGANO E SUBMETIDO A TORTURAS

  No dia 28 de maio de 1974 o escritor Paulo Coelho de Souza  foi preso por engano. No decorrer de uma investigação dos órgãos de repressão da ditadura militar, o escritor foi preso no lugar do militante do PCBR, Paulo Coelho Pinheiro. As desinformações …

MEMÓRIAS DA DOR. O CASO DA SOCIÓLOGA TERESA CRISTINA, VIÚVA DE MARIDO QUE A DITADURA DIZIA ESTAR VIVO

Um dos casos mais emblemáticos, de como a ditadura afetou a vida dos parentes dos desaparecidos políticos, é o da socióloga Tereza Cristina Denucci Ribeiro Bastos. Tereza Cristina e Paulo da Costa Ribeiro eram membros do MR8 quando se casaram em 17 de julho de …

RELAÇÃO DE VÍTIMAS DA DITADURA. 4.693 PUNIDOS,4.661 INVESTIGADOS E 128 BANIDOS DO TERRITÓRIO NACIONAL

O regime instaurado pelo golpe de 1964 desestruturou a produção no país em vários setores, com o exílio de cientistas, acadêmicos, artistas e políticos, sem contar as cassações, aposentadorias compulsórias, prisões, torturas e mortes. De acordo com a Comissão Nacional da Verdade, cerca de 50 mil pessoas tiveram …

FICHA DE CHICO BUARQUE NO SNI REVELA PERSEGUIÇÃO IMPLACÁVEL DA DITADURA AO COMPOSITOR E CANTOR

  Um dos alvos prediletos da Censura e nome de relevo na contestação à ditadura, Chico Buarque de Hollanda foi monitorado de perto pelos militares. Documentos dos órgãos de informação das Forças Armadas, só agora liberados para consulta pública, dimensionam o tamanho da perseguição: visitas …

CROQUIS DE MAPA DA CIDADE DE MEDIANEIRA, FEITO PELO MR8 EM 1967. NA PLANTA CONSTAM AS RUAS, CASAS DAS AUTORIDADES , LOCAIS COMERCIAIS, ETC

  Em 1967, o Movimento Revolucionário Oito de Outubro – MR8, estabeleceu uma base operacional na Região Oeste do Paraná. Um grupo de militantes da organização, que surgiu em Niterói a partir da Dissidência Comunista do Estado do Rio de Janeiro, fincou pé numa área …

DOCUMENTO ALTAMENTE SECRETO DO MINISTÉRIO DO EXERCITO APONTA COMPORTAMENTO ANORMAL DE JAIR BOLSONARO

Informe do Ministério do Exército abre o prontuário do Jair Messias Bolsonaro, onde consta que o capitão foi condenado a 15 de prisão e expulso da Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais, devido a suas declarações e intenção de colocar bombas para explodir em quartéis e …