Sandoval Matheus | Crônicas

Maior e vacinado

As dúvidas, no entanto, brotam, e precisam ser imediatamente sanadas. Dentro daquela cabecinha, quase posso ver os miolos girarem. O mundo o assombra

Sandoval Matheus

O medo mata a mente

Eu sinto medo de muitas coisas, mas não dele, ou do presidente, ou da corja toda. Não mais. É bom não ter nada a perder e saber que, se o pau cantar mesmo, você pode fazer qualquer coisa. Inclusive, a coisa certa

Sandoval Matheus

Aeroporto de mosquito

A genética é a força mais poderosa do Universo – depois da inércia –, e diante da tragédia iminente, o que pode fazer um pobre filho do Terceiro Mundo

Sandoval Matheus

Segue o fio

Os fios podem te perseguir, como se fossem operados remotamente, ansiosos por compartilhar com você seu conhecimento consolidado, inalterável, sólido como a visão de um cavalo usando antolhos

Sandoval Matheus

A mentira

Há pesquisas que indicam que uma pessoa comum pode contar de dez a cem mentiras num único dia. Quando você interage com um estranho, conta em média três mentiras nos primeiros dez minutos de conversa

Sandoval Matheus

O tiroteio

Não havia nenhum motivo pra ele parar naquela cidadezinha, exceto o tiroteio. Era uma cidadezinha desenxabida e desinteressante, os prédios pintados num tom de amarelo…

Sandoval Matheus

Loucura, loucura, loucura

Não fiz pão. Também não me empenhei em cursos online. Não participei de festas no Zoom. Nem ao menos posso me gabar de seguir o mesmo chato de pouco mais de um ano atrás

Sandoval Matheus

Piquenique marciano

Marte, o sanguinário deus da guerra, tinha dois filhos: Fobos (“Medo”) e Deimos (“Terror”). Na mitologia, os três presidiam com dor, loucura e agonia as…

Sandoval Matheus