Luís Henrique Pellanda |
Avatar

O calau abissínio

Devagar, foi se acocorando. Depositou a garrafinha no chão, com prudência e carinho, e por fim vomitou no asfalto. Fartamente. O calau abissínio, juro, desviou o olhar.

Luís Henrique Pellanda