Para Rachel

Penso que eles me ajudaram a perceber, talvez mais cedo do que aconteceria de outra forma, o privilégio desse amor que não cansa, desse cuidado que não envelhece, e que assumiu inúmeras formas ao longo da vida

Lorena Aubrift Klenk

Meu reino por um telex

Não havia internet. Era preciso ler os principais jornais antes das entrevistas para tomar pé dos últimos acontecimentos. Prestar atenção em quem estava nos palanques, tentar conseguir alguma informação de bastidor, lutar por um bom lugar no quebra-queixo, quando o candidato aceitava atender a imprensa

Lorena Aubrift Klenk

Perdão, Doralice

Talvez pense que está tudo certo, que é assim mesmo, que essa é a vontade de Deus e que se você não chegou lá é porque não se esforçou o bastante. Mas não, Doralice. Isso não é coisa de Deus, isso é do homem. A ganância, a ambição, a podridão. A fome, a sede, a humilhação

Lorena Aubrift Klenk

Toc toc…

Ando por aí contando de 1 a 9 sem que ninguém perceba, já que minha habilidade chegou ao ponto de não precisar repetir dois passos com o mesmo pé para alcançar o objetivo

Lorena Aubrift Klenk

Meu pai em silêncio

Pergunto à minha mãe se a voz do meu pai era grave ou aguda, se ele falava alto, como nós que ficamos depois dele, ou mais baixo. Ela dá algumas indicações, mas nenhuma reconstitui a voz

Lorena Aubrift Klenk

O diretor do universo

Escolheram móveis para quartos de nenê na mesma loja, compraram livros do mesmo velho comunista que visitava locais de trabalho carregando a mala cheia de obras em papel-bíblia. Foram felizes, e às vezes infelizes, cada um à sua maneira

Lorena Aubrift Klenk

O bolo

Com a vista embaçada de quem havia almoçado bem, depois de cumprir a jornada de trabalho com carteira assinada, segui lendo a miséria das ruas

Lorena Aubrift Klenk