Toc toc…

Ando por aí contando de 1 a 9 sem que ninguém perceba, já que minha habilidade chegou ao ponto de não precisar repetir dois passos com o mesmo pé para alcançar o objetivo

Lorena Aubrift Klenk

Meu pai em silêncio

Pergunto à minha mãe se a voz do meu pai era grave ou aguda, se ele falava alto, como nós que ficamos depois dele, ou mais baixo. Ela dá algumas indicações, mas nenhuma reconstitui a voz

Lorena Aubrift Klenk

O diretor do universo

Escolheram móveis para quartos de nenê na mesma loja, compraram livros do mesmo velho comunista que visitava locais de trabalho carregando a mala cheia de obras em papel-bíblia. Foram felizes, e às vezes infelizes, cada um à sua maneira

Lorena Aubrift Klenk

O bolo

Com a vista embaçada de quem havia almoçado bem, depois de cumprir a jornada de trabalho com carteira assinada, segui lendo a miséria das ruas

Lorena Aubrift Klenk