Sobre malandros e otários | Plural
1 fev 2019 - 0h00

Sobre malandros e otários

Ao ver um sujeito aplicando o golpe das tampinhas, escondendo a bola para o otário não achar, Felippe Anibal pensa como alguém ainda cai numa esparrela dessas. Mas, pensando bem, a gente cai em coisas bem piores…

A técnica é a de um prestidigitador, embora o truque seja tão velho quanto a própria malandragem. Sobre uma mesinha ordinária, diante dos olhos cobiçosos do apostador, o homem move três tampinhas, alternando-as de lugar em movimentos rápidos e circulares. Sob uma delas, há uma pequena esfera de metal. Ao fim desta coreografia, o antagonista deve descobrir qual das peças esconde a bolinha. O negócio é que ele não vai acertar nunca.

O conteúdo que você está tentando acessar só está disponível para membros. Desculpe.

Assuntos:

Últimas Notícias