Tenha compostura, presidente! | Jornal Plural
30 out 2019 - 16h59

Tenha compostura, presidente!

Um governante não pode se comportar mais como uma criança birrenta na quinta série

Deus sabe o quanto tenho evitado falar das trapalhadas do clã Bolsonaro nas mídias sociais pra “não bater palma pra maluco dançar”, mas eles não ajudam. 

Então hoje essa coluna começa com um conselho, disfarçado de apelo: Tenha compostura, presidente. Essa posição exige mais de você, de seus assessores e filhos, do que de qualquer outra pessoa pública no país. 

Claro que todo mundo tem sua liberdade de expressão. E eu acho maravilhoso que a internet tenha dado voz a quem quer que seja pra demonstrar suas opiniões e ideias, sem depender da mídia tradicional.

Mas quando se fala de um governante de um país com mais de 200 milhões de habitantes, não dá pra se comportar mais como uma criança birrenta na quinta série. 

Depois da reportagem do Jornal Nacional (que se você ainda não viu, está aqui), o presidente – em viagem oficial internacional – fez uma live no Facebook em que demonstrou um total descontrole emocional, bradou ameaças, fez acusações. Por mais de 23 minutos, defendeu os filhos, misturou assuntos, se fez de vítima váááárias vezes, embargou a voz, disse aos berros: “eu não deveria perder a linha, sou o Presidente da República”. E é disso que estou falando aqui hoje.

Sem nem entrar no mérito da reportagem do JN ou na inocência dos Bolsonaro no caso Marielle, o que eu quero falar é: como a nossa imagem fica – aqui dentro e no exterior – diante desse tipo de postura?

Há menos de uma semana, a conta do Presidente no Twitter – usada por ele como meio oficial de comunicação (assim como seu ídolo Trump) – postou um vídeo de uma montagem bem tosca que virou piada em que ele era colocado como um leão cercado por inimigos como a Rede Globo, o próprio partido PSL, o Supremo Tribunal Federal e outros “desafetos”. Logo depois, o post foi deletado. Mas como a gente sabe, alguém sempre tirou um print antes ou gravou a tela… 

O nome do filho Carlos Bolsonaro, apelidado na internet de Carluxo, virou trending topic porque imediatamente a divulgação da montagem foi atribuída a ele. Ele também foi ao Twitter reclamar… 

Antes disso, tivemos vááárias outras polêmicas digitais.  Lembra do golden shower?

Não importa quem elegeu Jair Bolsonaro. Não importa se concordamos ou não com suas posições políticas. Fato é que ele é o atual presidente e que seus atos, declarações e decisões impactam a vida de milhões de pessoas. 

Quando ele diz que mulheres gostariam de passar uma tarde com o príncipe em uma viagem oficial ao exterior, fica feio pro Brasil.

Quando ele ataca a imprensa de forma genérica, com palavras de baixo calão, fica feio pro Brasil. 

Quando ele se recusa a parabenizar o presidente eleito pro país vizinho, fica feio pro Brasil.

Quando se comporta desta forma nas mídias sociais, fica feio pro Brasil.

A plataforma que teve tanta influência na eleição pode virar uma faca de dois gumes rapidinho, se não for usada com inteligência. 

Calma, Jair. É só o que a gente precisa agora.

Últimas Notícias