Teste de elenco | Jornal Plural
22 out 2019 - 22h07

Teste de elenco

O estranho confronto entre um ator e o sujeito que pode barrá-lo na peça

– Nome?

– Tenho!

– …seu teste não começou ainda.

– Ah, desculpa, eu sou meio desastrado.

– Nome?

– Jonas.

– Quando faz aniversário?

– Todos os anos.

– Então… Seu teste não começou ainda, eu só tô aqui pra preencher a ficha.

– Melhor, aí já vô aquecendo.

– Se você me desconcentrar eu posso acabar esquecendo de colocar a sua ficha pra ser chamado.

– …

– Aniversário.

– 18 de Outubro de 83.

– Altura.

– 1,73

– Sapato

– 39/40

– Camiseta e calça

– Peças de vestuário!

– …

– …

– Camiseta e calça.

– M e 46.

– O telefone de contato é este aqui?

– …É sim.

– Ok, Jonas. Você entra lá, na hora que chamarem seu nome. O nome do diretor é Aldo.

– Aldo?

– É, Clodoaldo, mas ninguém… Oi?… Só um pouco, Jonas, tão falando comigo aqui no rádio… Sim, tem mais uns três aqui no corredor… Sim, aí acabou… Ok. Jonas?

– Oi.

– Eu tô falando no rádio, não com você… Sim, tem um Jonas… Deixa eu perguntar. Jonas. Jonas. Jonas!

– Eu ou o rádio?

– Você. Quem te chamou?

– Você, agora!

– Não! Quem te chamou pra vir aqui?

– Ah, foi… uma produtora de elenco… eu te mostro, veio no whats.

– Uma produtora de elenco.

– Foi o que eu disse.

– Eu tô repetindo no rádio… Tá! Jonas, qual produtora?

– Só um pouco… Não, meu celular morreu. Não consigo ver.

– Lembra o nome? Senão você nem entra.

– Eu lembro! Claro que eu lembro! 

– Então…

– Você não teria um desses carregadores pra Motorola, né?

– Se você não lembra, eu…

– Thá-algumacoisa!

– Quem?

– Thá. Thá alguma coisa. Thá-tiana. Thá-lita. Eus-Thá-quia.

– Tá.

– Você conhece?

– Eu só tava falando “tá”, de “tá legal, chegou do nada e você periga ter que ir embora”.

– Não! Eu juro que…

– Você tem seguidores?

– Oi?

– Qual o teu Insta?

– Meu… é Jonas Haha.

– …sério?

– Não, é bem humorado, posto muito meme…

– Cento e oitenta?

– Eu comecei faz pouco e…

– Se você não lembra quem mandou, eu não…

– Rober-Thá!

– Oi?

– Rober-Thá. Lembrei, que era bem forte no Thá. Lembrei.

– Gente, quem mandou foi a Rober-Thá.

– Eu não tô mentindo, eu realmente lembrei que…

– Tô falando no rádio.

– Ah, desculpe.

– Ok… Ele vai subir. Você é o próximo. Você é o próximo. Jonas!

– Eu nunca sei quando é pro rádio que você tá…

– É com você. Entra, mostra o que você sabe pro Clodoaldo e…

– E…?

– Se ele gostar, você vai poder fazer muita gente rir, no Brasil todo.

– E… se… se ele não gostar?

– Você volta a postar meme e a Rober-Thá não manda ninguém pra cá pelos próximos meses.

– Ok. Ok! Eu sei que tenho… Tá em você, Jonas.

– Eu acho que tá, mesmo.

– …Você tá falando no rádio?

– Não… É que toda vez que eu achei alguém sem graça, meio babaca, mais voltado pro seu ego do que pra sua arte, eles adoraram ali dentro.

– Você tá falando de mim?

– Não, vocês… No geral. Todos vocês.

– Você nem me conhece.

– O pouco que eu conheci me deu pouca vontade de conhecer mais.

– …babaca!

– Oi?

– É isso mesmo, babaca!

– Tá maluco? Eu posso nem deixar você entrar!

– Dane-se! Tá me medindo desde que me olhou aqui. Não quis ser simpático porque…

– Porque você veio de Zé-Graça pra cima de mim e não sou obrigado!

– Ninguém é obrigado, mas tá tudo tão duro… Custa deixar a vida um pouco melhor? Um nadinha.

– Por quê?

– Porque a gente não sabe de nada, mas é possível deixar a vida menos pior todo dia. Se você não for um babaca com as pessoas!

– E se eu continuar a ser um babaca?

– Eu vou embora! Vou pedir desculpas pra Rober-Thá, vou contar sobre o babaca na porta e dane-se o teste! 

– Ok… Ok, beleza. Pode ir.

– Entrar?

– Não… Embora.

– Ok… eu vou… Babaca!

– Só não esquece de voltar na sexta.

– …Você tá falando no rádio de novo?

– Não, com você. Ó, toma. Neste papel tem o endereço do outro estúdio. Também tem um trecho do diálogo.

– Eu… não entendi.

– Desculpa, desculpa mesmo. É só um jeito novo de fazer teste de elenco.

– Sério?

– Sério.

– Poxa… Demais, eu… Você?

– Aldo… Clodoaldo, sou o diretor…

– Poxa, valeu. Valeu mesmo.

– Não esquece de voltar sexta.

– Não esqueço da sexta, sou praticamente uma bola de basquete!

– Mas vê se esquece esse tipo de piada.

– Qual piada? Qual? Viu?, já esqueci!

– …

– Por favor, não se arrependa. Até sexta! 

Últimas Notícias