Misturar é preciso

A web trouxe uma proximidade muito maior do que em outras épocas, possibilitando trocas culturais em níveis jamais pensados. Isso possibilitou novos estilos surgirem, enriquecendo ainda mais o caldeirão cultural brasileiro

Tatá Vaz

Ainda somos antropofágicos?

A proposta dos modernistas era assimilar as técnicas de movimentos que estavam ocorrendo na Europa, como o Expressionismo Alemão, Surrealismo e Cubismo e aplicar em um universo essencialmente brasileiro

Tatá Vaz

Paul McCartney em 3,2,1…

Dividida em seis capítulos, o documentário mostra o ex-beatle e o produtor musical Rick Rubin em um bate-papo dentro de um estúdio, analisando músicas de épocas diferentes, tanto na fase beatle, quanto na fase solo

Tatá Vaz

Rock in Rio: se a vida recomeçasse agora!

Muita gente reclama quando algumas atrações que não são tão “rock” assim estão no line-up, mas se esquecem que o festival nasceu já com a proposta de ser uma festa da música antes de tudo

Tatá Vaz

1, 2, 3, 4…

Criado no início dos anos 1970, o movimento punk pretendia contra-atacar a cena musical da época, que era o estilo de rock chamado “progressivo”

Tatá Vaz

Música serve pra isso (também)!

Em uma nação bélica e propensa a violência, como é o caso dos americanos, a necessidade de se lançar mão da música como forma de combate a temas como raça, gênero, armas, violência, se torna forte

Tatá Vaz

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds