11 dez 2021 - 8h45

Balanço do primeiro ano de mandato

Começamos o ano lutando pela reabertura das escolas

Estamos chegando ao final do primeiro ano do mandato. Foi um ano de muito aprendizado, algumas conquistas e muita gratidão.

Começamos o ano lutando pela reabertura das escolas; e meu primeiro projeto aprovado na Câmara Municipal de Curitiba foi o que tornou a educação, por meio da oferta de aulas presenciais, uma atividade essencial.

Estamos vivendo um dos momentos mais desafiadores da história da humanidade, mas, felizmente, a ciência respondeu rapidamente algumas questões que nos auxiliaram nesse enfrentamento. Não levou muito tempo para descobrirmos que as nossas crianças estavam mais seguras que os adultos em relação à Covid-19. Os dados mostraram que elas são menos infectadas e, mesmo quando pegam a doença, normalmente desenvolvem uma versão mais leve, com poucos sintomas e ainda apresentam uma baixa capacidade de transmissão. Portanto, manter as escolas abertas não colocaria em risco as crianças saudáveis. Mesmo assim, nosso país foi um dos que mais tempo permaneceu com as salas de aula fechadas. Aqui em Curitiba o retorno aconteceu somente no segundo semestre e as perdas no aprendizado das nossas crianças terão reflexos ao longo de muitos e muitos anos. A luta para reabrir as escolas tomou boa parte do nosso tempo em 2021.

Perceber que mesmo com a lei aprovada e nossas escolas continuarem fechadas por meses, foi motivo de grande frustração. Fizemos tudo que estava ao nosso alcance para que a Lei 15.810/2021 fosse respeitada, mas, infelizmente, isso só aconteceu em agosto/2021.

Outros desafios relacionados à pandemia que estamos vivendo fizeram parte do nosso dia a dia nesse primeiro ano de mandato. Aprovei, junto com outros vereadores, a lei que permitiu que bares e casas noturnas, além de buffets de festas, pudessem trabalhar como restaurantes durante o período de exceção da pandemia.

Muitos requerimentos e sugestões ao prefeito foram encaminhados a partir do nosso gabinete, tanto relacionados ao enfrentamento da pandemia, como demandas gerais encaminhadas pela população. Buscamos assim atender às solicitações dos cidadãos que nos procuraram. Fiscalizamos os ônibus, os postos de vacinação e as escolas (após o retorno das aulas presenciais). Fizemos visitas às calçadas que se encontram em condições duvidosas e aos rios da nossa cidade. Procuramos estar mais próximos do cidadão, sem deixar de lado todo o trabalho técnico que fazemos na análise de cada projeto que passou pelo Plenário da Câmara Municipal.

Atualizamos a lei da ficha limpa municipal, tornando-a ainda mais restritiva para a contratação dos cargos comissionados da administração pública municipal, impedindo que pessoas que cometeram crimes contra crianças, adolescentes, idosos e portadores de deficiência sejam contratados; projeto que também tive a honra de assinar em parceria com outros vereadores.

Fizemos muito mais, com bem menos! Defendemos nossos valores e ideias, com coragem e determinação e ainda conseguimos economizar mais de R$ 280 mil em menos de 12 meses ocupando essa cadeira.

Nosso trabalho está apenas começando e sou muito grata a cada um dos 3.092 curitibanos que me deram essa oportunidade! Acordo cada dia mais motivada a fazer a diferença na vida das pessoas! Nosso gabinete não para um dia sequer! Sempre buscando as melhores soluções e alternativas para que as pessoas sejam livres para viver e trabalhar!

Te convido a continuar acompanhando nosso trabalho, mandando críticas e sugestões para que nosso mandato seja melhor e mais representativo a cada dia.

Que venha 2022!

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Um comentário sobre “Balanço do primeiro ano de mandato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Os comentários feitos em textos do Plural são moderados por pessoas, não robôs, e não são publicados imediatamente. Não publicamos comentários grosseiros, agressões, ofensas, acusações sem provas nem aqueles que promovem tratamentos sem comprovação científica.

Últimas Notícias

Comparação entre aumento da gasolina e patrimônio da família Bolsonaro usa dados imprecisos

É enganosa a comparação feita em uma postagem com percentuais sobre reajuste da gasolina no Brasil e crescimento patrimonial da família Bolsonaro. O índice do aumento do combustível não se refere a um ano, como indicado. O valor de aumento de gasolina se refere a um período de três anos, enquanto a evolução de patrimônio ocorreu em período de 12 anos para Jair e Flávio e quatro anos para Eduardo

Projeto Comprova