Um epigrama-GPS de Marcial - Jornal Plural
17 jul 2021 - 8h30

Um epigrama-GPS de Marcial

Qual o caminho? Fácil: passe pelo templo de Cástor

LXX

Vai, livrinho, fazer a saudação em meu lugar,

Vai sem demora ao lindo lar de Próculo.

Qual o caminho? Fácil: passe pelo templo de Cástor,

Cruze a antiga casa das Virgens Vestais,

Depois suba o sagrado monte Palatino,

onde brilham as estátuas do sumo imperador.

Não perca tempo admirando o Colosso,

que deixa no chinelo a obra em Rodes.

Vire quando avistar o telhado do bêbado Baco,

siga até a cúpula de Cíbele decorada de Coribantes.

Bem à sua esquerda fica a fachada esplêndida

e o majestoso pórtico da casa que o espera.

É só chegar, não tenha medo de esnobarem você.

Ali as portas estão sempre abertas,

Nunca houve um lar tão caro a Apolo e suas irmãs.

Se Próculo disser: “Por que ele não veio em pessoa?”,

Saia com essa: “Porque se ele viesse

Não poderia ter escrito este poema”.

***

Marco Valério Marcial

(c. 38-104)

Em Epigramas. Ateliê Editorial, 2018. Tradução: Rodrigo Garcia Lopes.


Notas

Salutatium: a saudação matinal que os clientes (como Marcial) deviam fazer a seu(s) patrono(s). Marcial tinha vários, por isso reclama que o tempo roubado por esses afazeres poderia ser dedicado à escrita, como o epigrama que ele envia.

Procule: C. Julis Proculus, amigo e provável patrono de Marcial.

Marcial nos leva, tendo seu epigrama como guia, a um verdadeiro tour por Roma antiga, num itinerário que começa em sua casa, passa por templos como os de Vestal e de Cástor, o fórum e o monte Palatino, passa pelo Colosso, templo de Cíbele, só terminando na casa do anfitrião-patrono.

Penates: deuses do lar, na mitologia romana, cujas imagens eram colocadas em altares na entrada das casas.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas Notícias