Lygia, minha casa, meu mundo

A escritora Lygia Fagundes Telles, falecida na semana passada, provoca um turbilhão de sensações e lembra a estadunidense Carson McCullers

Bia Moraes

Caio e seus morangos

Autor gaúcho, morto em 1996, é essencial e necessário – seus morangos até podem ser mofados, mas são atualíssimos e nunca vão morrer

Bia Moraes

Férias

Bia Moraes acaba de lançar um livro, contribuiu com inúmeros textos para o Plural este ano e agora vai curtir o ócio por alguns dias. Ela volta a publicar sua coluna no dia 20 de janeiro

Bia Moraes

O fantasma de Natalia

“A memória talvez seja um dos melhores exemplos de encontro entre real e ficção, porque ela é feita dessa amálgama”

Bia Moraes

É de graça


E vai continuar assim. Mas o nosso trabalho só existe porque ele é financiado por você, leitora e leitor, e por parceiros. Ajude o Plural a continuar independente. Apoie e assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

Já é nosso assinante?
Faça seu login com email ou nome de usuário

Não é assinante?  Assine por valores a partir de R$ 5 por mês.

This will close in 20 seconds