Cinco perguntas para Reinaldo Bessa | Jornal Plural
3 abr 2019 - 6h00

Cinco perguntas para Reinaldo Bessa

Jornalista fala do seu passado como ator, do prazer de fumar um charuto cubano e da experiência de ser avô

A coluna Lado B entrevista o jornalista, que é colunista social em Curitiba há 20 anos.
 
Você é fiel ao Fidel? E aos charutos cubanos?
Fidelíssimo ao Fidel. Eu e ele somos quase um só, cúmplices em tudo. Temos altas conversas durante os nossos passeios. Não me vejo saindo de casa em momentos de lazer sem a companhia dele.
 
Quanto aos charutos, cubanos sempre. Charuto está para Cuba como o champanhe está para a França. São inigualáveis, ainda que existam bons charutos off Cuba.
Bessa e o cachorro Fidel.

Muita gente não sabe que, ao vir de Jacarezinho para Curitiba, você era ator. Teu passado te condena?

Absolutamente. Fiz parte de um grupo de teatro em Jacarezinho e acalentei esse sonho de adolescente. Já em Curitiba, fiz algumas peças, teleteatro no Canal 6 e até participei de um longa-metragem. Mas o jornalismo falou mais alto. Eu seria um canastrão como ator.
Reinaldo Bessa: a carreira de ator deu lugar ao jornalismo
Se fosse obrigado a escolher uma comida, para comer apenas ela o resto da vida, qual seria: strogonoff do Île de France ou uma refeição do Madalosso?
Se as opções fossem só essas, o strogonoff do Île dez France, com todo o respeito ao Madalosso. Ocorre que não como frango, mas adoro os coadjuvantes do Madalosso. Mas o strogonoff do Île é dos deuses.
 
Qual o teu livro de cabeceira?
Têm vários. A História do Século XX (Martin Gilbert, editora Planeta, 2017), O Futuro É Smart (André Telles, editora APC, 2018) e Uma Breve História da Humanidade (Yuval Noah Harari, editora LP&M, 2014).
 
Que tal virar avô? 
Uma coisa fantástica, meio inexplicável. Olhar um serzinho que é sangue do seu sangue e saber que ele [no caso, ela] é fruto de um fruto seu e dará continuidade à sua jornada duplamente, é emocionante. Sem falso trocadilho, estou curtindo à beça.
 

Leia mais artigos de Bia Moraes

Cinco perguntas para Flávio Arns

 

Últimas Notícias