Cinco perguntas para Flávio Arns | Jornal Plural
Clube Kotter
7 mar 2019 - 7h53

Cinco perguntas para Flávio Arns

O senador eleito pela Rede fala sobre seus lugares favoritos, família e responde sobre sua passagem pelo PT

A coluna Lado B entrevista o senador eleito pela Rede.

O que o sr. gosta de fazer nos momentos de lazer?
Gosto muito de ir a Morretes. Lá, estou junto à Mata Atlântica, ao lado de rios maravilhosos; fico escutando a água percorrendo os caminhos por dentre as pedras, admirando o Complexo Marumbi, cantando as musicas do nosso repertório bem brasileiro – enfim, estar com a família neste cenário é algo paradisíaco.

Uma lembrança boa dessa última campanha.
Muitas coisas positivas aconteceram na campanha. Quero destacar sempre a acolhida que tive em mais de 300 municípios – com alegria, entusiasmo, amizade, respeito e esperança na realização da boa política.

O que o sr. está lendo?
Estou lendo o livro Sementes da Sabedoria, de Clemente Ivo Juliatto, reconhecido educador, gestor e escritor. Recomendo todas as suas obras para leitura, reflexão e posicionamentos na caminhada pela vida.

A família costuma se reunir onde?
A família Arns cresceu bastante e está espalhada por vários estados. Uma vez por ano, pelo menos oficialmente, nos encontramos. Iniciamos com a celebração de Missa, em local dedicado a São Francisco de Assis, e continuamos com uma bela confraternização.

Como o sr. responde às críticas por ter mudado de partido várias vezes, inclusive o PT?
O senador Pedro Simon disse, certa vez, no plenário do Senado Federal que “não foi o Flávio que saiu dos partidos e, sim, os partidos que saíram do Flávio”. Os meus ideais de vida continuam os mesmos.

 

Mais da coluna Lado B:

Um lugar: Museu da Medicina

 

 

Últimas Notícias