Do Trio de Ferro ao fundo do poço | Jornal Plural
4 fev 2021 - 9h00

Do Trio de Ferro ao fundo do poço

O rebaixamento do Paraná Clube causou espanto em muitos torcedores – até porque a maioria deles nem sabia da existência da tal Série C

Tempos extremamente bicudos – tanto na política como no futebol. No segundo caso, por conta do rebaixamento do Paraná Clube, da série B para a C, agravando ainda mais seus problemas internos. No primeiro, é dispensável apontar o(s) motivo(s). Uma gripezinha?  

Diante disso, um torcedor (da época do Clube Atlético Ferroviário e do Estádio Durival Britto e Silva) recorreu a seus arquivos: fundação: 12 de janeiro de 1930.  

– Ferroviário “nasceu para congregar a família da então Rede Viação Paraná/Santa Catarina, anos mais tarde Rede Ferroviária Federal. Em reunião na residência de Ludovico Brandalize foi eleita a primeira diretoria, sendo escolhido presidente Francisco Alves Guimarães.  

O Trio de Ferro  

Em 1937, o CAF conquistaria o primeiro título de campeão paranaense. E, no campeonato, aplicou uma tremenda goleada no Savóia, 6 a 0. O Ferroviário formou com o Coritiba e o (sem h) Atlético o chamado Trio de Ferro do futebol paranaense.  

Grandes momentos: Copa de 1950, o Estádio Durival de Brito, hoje propriedade do Paraná Clube, recebeu duas partidas da primeira fase do campeonato: Espanha 3 x 1 Estados Unidos, no dia 25 de junho, e Suécia 2 x 2 Paraguai, no dia 29.  

Estádio Durival de Brito, sede do Paraná Clube. Crédito da foto: divulgação.

Já nasceste gigante?  

E temos o hino do Paraná, de autoria de João Arnaldo e Sebastião Lima.  

Paraná já nasceste gigante/És o fruto de luta e união/Tens a força, o arrojo, a imponência/E o poder da realização/Nas três cores do teu estandarte/Tão altiva está a gralha azul/Que plantou neste solo tão fértil/Esta grande potência do sul/(Refrão)Meu Paraná… meu tricolor/Teu pavilhão simboliza/Em cores tão vivas/A garra e o amor/Meu Paraná… meu tricolor/Eu sou a camisa doze/Que tanto te ama/Sou teu torcedor/Tua origem coberta de glória/É que faz teu imenso valor/Teu destino é vitória, vitória/Salve o meu esquadrão tricolor/Paraná és guerreiro valente/E do esporte a maior razão/Verdadeira alegria do povo/Paraná clube do coração/  

(Refrão) Meu Paraná… meu tricolor/Teu pavilhão simboliza/Em cores tão vivas/A garra e o amor/Meu Paraná… meu tricolor/Eu sou a camisa doze/Que tanto te ama/Sou teu torcedor.  

Quando era o CAF  

Escudo do Ferroviário. Crédito da imagem: reprodução.

O que poucos conhecem é a letra do hino do Clube Atlético Ferroviário:  

– Ferroviário eu quero, quero, quero ver/Você brilhar/Respeitando o adversário/Tua equipe há de triunfar (BIS)/O Colorado, da Vila Capanema/Quando entra no gramado/Sempre leva esse lema/De lutar pra defender/A sua sina/Ferroviário “Campeão da Disciplina”.  

E, se serve de consolo, vale citar a velha máxima do comentarista Benjamim Wright, pai do ex-árbitro José Roberto Wright:  

– Futebol é uma caixinha de surpresas.  


Para ir além

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias