Fascículo 48: Regina Duarte, churrasco e Brasil | Plural
10 Maio 2020 - 11h34

Fascículo 48: Regina Duarte, churrasco e Brasil

Acompanhe os verbetes do dicionário bolsonarista de Carlos Castelo

BRASIL: Para os patriotas e tementes a Deus, um gigante pela própria natureza. Para a imprensa comunista e golpista, uma série de terror com temática militar.

CHANCELER ARAÚJO: Alguém precisa avisá-lo que, se não leu O Menino Maluquinho até os sete anos, não faz mais sentido ler agora.

CHURRASCO FAKE: Festa para engraxar o bigode inicialmente anunciada para 30 milicianos e depois para 3 000. Na última hora foi cancelada. A organização, no entanto, afirmou que era tudo fake. Inclusive, os participantes. No mesmo dia, o presidente convidou milicianos mais íntimos para irem ao condomínio Vivendas da Barra degustar um assado de tira.

DAMARES: Persona non gata.

DANTE MANTOVANI: Presidente da Funarte, ex-presidente da Funarte, presidente da Funarte, ex-presidente da Funarte, presidente da Funarte, ex-presidente da Funarte.

EXÉRCITO DE DESEMPREGADOS: A grande conquista desse governo, conseguir militarizar até o desemprego.

JOÃO OTÁVIO DE NORONHA: Presidente do STJ a quem Jair Bolsonaro declarou “amor à primeira vista”.  A revelação deixou Augusto Aras e Hélio Negão enciumados.

MITO: Uma mentira aceita pela maioria.

REGINA DUARTE: Uma cidadã que não para de fazer teatro nem como funcionária pública.

REUNIÃO MINISTERIAL: Encontro recente entre ministros e o Chefe de Estado onde houve troca de insultos, xingamentos, empurra-empurra e a exigência do controle de uma superintendência da PF pelo presidente. A ala militar acha que a publicação do vídeo da reunião pela Justiça é negativa, pois passaria a imagem de desarmonia entre integrantes do governo. O que, convenhamos, seria muito irreal.

RIO: Cidade brasileira cujo proprietário legal, juntamente com todos os seus serviços públicos, é o presidente da República e seus familiares. 

STF: Local favorito de visitação do presidente da República. Vez por outra, ele reúne amigos, correligionários, empresários e vai a pé até o local cumprimentar os ilustres ministros.

Deixe uma resposta

Últimas Notícias