Mestre Graça é reeditado nos Estados Unidos | Plural
17 abr 2019 - 7h00

Mestre Graça é reeditado nos Estados Unidos

Daniel Dago mostra as novidades do mercado editorial dentro e fora do Brasil

Para americano ver

Graciliano Ramos começa a ser reeditado nos Estados Unidos. Em novembro sai uma nova tradução de São Bernardo, a cargo de Padma Viswanathan, pela renomadíssima New York Review of Books Classics. No material de divulgação da editora, o velho Graça é comparado a William Faulkner e Juan Rulfo.

É pau, é pedra

A Todavia solta até julho o romance mais conhecido de Chris Kraus. A editora optou por não manter o trocadilho (Dick pode ser um nome próprio ou pinto, pau) e o título brasileiro ficou Eu Amo Dick, tradução de Taís Cardoso e Daniel Galera. O livro virou série da Amazon, idealizada por Jill Soloway, de Transparent, com Kathryn Hahn e Kevin Bacon no elenco.

Niver do Waltinho

Pegando a efeméride de 200 anos de nascimento de Walt Whitman, a Carambaia solta em breve Dias Exemplares. A tradução é de Bruno Gambarotto, que também verteu para a Hedra, dez anos atrás, a obra mais famosa do poeta, Folhas de Relvas.

Grua sobre a ponte

A Grua comprou os direitos de A Ponte sobre o Drina, de Ivo Andrić, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura, em 1961. A tradução, direta do sérvio, será de Aleksandar Jovanovic. O livro sairá ano que vem.

 

Leia mais artigos de Daniel Dago

“Apanhador no campo de centeio” ganha nova tradução no Brasil

Mais livros de Snoopy e Ricardo Piglia chegam às lojas

 

Últimas Notícias