Você lê escritoras paranaenses? | Jornal Plural
10 jul 2020 - 20h22

Você lê escritoras paranaenses?

Fotografias, teatro, feiras estão na coluna Curitiba de Graça para o Plural

Curitiba sempre foi um celeiro de talentos para a literatura nacional. É muito fácil se lembrar de nomes como Paulo Leminski, Dalton Trevisan, Cristovão Tezza. Mas, e das escritoras? Helena Kolody, Alice Ruiz, Luci Collin, quem mais? Temos sentido falta de uma divulgação mais imponente das escritoras curitibanas. Hoje, o Curitiba de Graça inicia a série “Curitiba é  Arte” e começa destacando as autoras contemporâneas paranaenses.

Elas e lives do Dia do Rock estão nas dicas deste fim de semana. Confira:

A angústia num clique

O tema “angústia profissional” foi o foco do estudante Luiz Arnaldo. Crédito da foto: Luiz Arnaldo

Um dos sentimentos mais comuns em época de quarentena é, certamente, a angústia. Essa aflição foi transformada em imagens pelos alunos do curso de Fotografia da Universidade Positivo, que agora criaram uma exposição virtual permanente: De Angústia em Angústia.

Cada universitário produziu três fotos e uma descrição do significado. A ideia surgiu a partir da disciplina de Produção de Projetos Fotográficos Especiais e conta com a orientação do professor Emmanuel Alencar Furtado.

Para ver a exposição, entre em https://www.behance.net/gallery/100253807/DE-ANGUSTIA-EM-ANGUSTIA.

Elas escrevem

A poeta premiada Silvana Mello é destaque na série “Curitiba é Arte”. Crédito da foto: Acervo da poeta

Nesta semana, começamos a série “Curitiba é Arte”, apresentando compositores, pintores, poetas e artistas da cidade. Na edição de estreia, a jornalista Irma Bicalho traz uma lista de escritoras contemporâneas que muitos não conhecem.

Entre elas, a poeta Silvana Mello, vencedora do Concurso Marilda Confortin, em 2015, e do Concurso Alice Ruiz, em 2016, ambos da prefeitura municipal de Curitiba.

Silvana integra a International Writers and Artists Association (IWA) e a Academia Poética Brasileira (APB), participou da Antologia Conexão I, II e III, lançadas em 2015, 2016 e 2017, respectivamente, e é uma das coordenadoras da Antologia Parnaso Poético, publicadas em Curitiba em 2017, 2018 e 2019. Em 2018, publicou um livro de poesias intitulado Ontem e Hoje. Atualmente mantém o blog Parnaso Poético.

Carol Sakura também está entre as escritoras em destaque. Ela é autora do livro infantil Anacleto, o Balão”, do livro de contos A Batida dos Dias, pela Kafka Edições, e do graphic novel O Filho Mau. É a roteirista e diretora do curta-metragem Apneia, animação premiada com o Kikito no Festival de Cinema de Gramado em 2019.

Para conhecer a lista inteira de escritoras, acesse www.curitibadegraca.com.br/curitibaearte.

E por falar em mulheres de destaque…, desde março o Curitiba de Graça conta com a coluna “Mulheres Paranaenses”. As professoras e pesquisadoras Alexandra F. M. Ribeiro e Alboni M. D. P. Vieira apresentam a cada 15 dias, histórias de desbravadoras, que tornaram possível que mulheres pudessem ocupar espaços e funções além da casa, de esposa ou cuidadora da família. Entre as já homenageadas estão a curitibana Pórcia Guimarães Alves, primeira pedagoga do Paraná, que formou-se pela UFPR em 1941.

Todos os artigos estão disponíveis em https://curitibadegraca.com.br/category/colunas/mulheres-paranaenses/.

Contação de histórias

Crédito da foto: Tiago Batista

A atriz Thyane Antunes, que no ano passado estrelou o sucesso teatral paranaense O Caderno Rosa da Senhora H, durante a quarentena iniciou um novo projeto: Histórias pra Bia Dormir – seu canal do YouTube, onde conta histórias infantis que podem ser utilizadas por professores, pais ou qualquer pessoa que goste de literatura. O nome do canal foi inspirado na relação da atriz com sua sobrinha, Beatriz.

As histórias também começaram a ser publicadas no Curitiba de Graça. Para assistir a primeira, basta acessar a editoria Colunas/Histórias pra Bia dormir lá em nosso site.

É Dia de Rock

Alessandro Reis, fundador do Crossroads, que realiza o evento do Dia Mundial do Rock há mais de duas décadas. Crédito da foto: divulgação

Segunda, 13, é Dia Mundial do Rock, e neste domingo, 12, já começam as comemorações virtuais. A partir das 15h, o Hard Rock Café Curitiba faz uma programação especial para a data. Vai realizar uma ação solidária em prol dos músicos da cena independente de rock da capital paranaense. A live beneficente ocorre no canal da casa no YouTube.

E depois, às 18h, ocorre o Festival Crossroads, em uma transmissão gratuita que promete cinco horas de animação. Para participar, basta entrar no YouTube.

Na programação, estão bandas como Válvula Vapor, Afoostic, Lenhadores da Antártida, e Redline. Terá rock nacional, grunge, indie, progressivo entre outros.

Já para quem gosta de rock e também de orquestra, uma boa combinação é assistir, no próprio dia 13, a Orquestra Cordas do Iguaçu, que fará um show inédito no YouTube e Facebook, a convite do Shopping Palladium. O show virtual será a partir das 20h e terá no repertório clássicos do Metallica, AC/DC, Scorpions, Iron Maiden e Led Zeppelin.

Agende-se: Festival Folclórico

Crédito da foto: divulgação

A Associação Interétnica do Paraná promove em agosto o 59.º Festival Folclórico de Etnias do Paraná. Pela primeira vez, será realizado todo em ambiente virtual devido à pandemia de coronavírus. Neste ano, o evento acontecerá de 15 a 30 de agosto e reunirá 16 grupos folclóricos paranaenses e mais de dois mil folcloristas.

Mais informações em https://www.facebook.com/festivalfolcloricodoparana

Feira de Inverno

Os artesãos Francisco Pinsag e Edna Pinsag, da Etnika Tecelagem Artesanal. Crédito da foto: Luiz Costa

Curitibano adora uma feira, não é? Se for de inverno então, mais ainda! Como estamos num período totalmente incomum, o jeito foi optar pelo ambiente virtual. Então, tanto os fornecedores da Feirinha do Largo da Ordem quanto das tradicionais Feiras de Inverno nas praças Osório e Santos Andrades podem ser encontrados no site https://feiradolargo.curitiba.pr.gov.br/. Aí, você passeia um pouco e até pode fazer compras de dentro de casa. Isso também vai ajudar a trazer sustento a centenas de artesãos da nossa cidade e da região metropolitana.

Curitiba Sem Graça, por João Debs

Em um ensaio intitulado Curitiba Sem Graça, na nova edição da coluna “Curitiba na Lente”, o fotojornalista João Debs reproduz uma cidade sem colorido, mesmo farta de luz e de cores. Mostra que o cotidiano cinza de uma metrópole vai além dos termômetros e do céu.

Como a poesia e a prosa são práticas em sua fotografia, já participou de ensaios fotográficos para diversos livros, assim como já ganhou alguns prêmios, como o Salão Jovem Artista Mato Grosso de 2000.


Se você quer expor suas fotos, enviar para nossa avaliação, para: [email protected]

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias