Fique em casa: dicas culturais e para manter o equilíbrio emocional | Jornal Plural
27 mar 2020 - 15h21

Fique em casa: dicas culturais e para manter o equilíbrio emocional

É possível se distrair e se esquecer de um pouco o que está acontecendo lá fora

Os dias estão passando e o isolamento começa a ser incômodo para muitas pessoas. Enquanto umas se acostumam a ficar em casa, outras começam a ficar estressadas sem saber o que fazer.

Para ajudar, separamos algumas dicas para manter sua saúde mental, se distrair em visitas virtuais, vídeos de danças populares brasileiras, conhecer mais a vida de mulheres paranaenses e até manter o foco no home office, que está sendo difícil para alguns.

Confira, relaxe e bom fim de semana – dentro de casa!

Está com saudades do Museu Oscar Niemeyer?

Público pode fazer visitas virtuais e acessar online conteúdos sobre o Museu Oscar Nimeyer. Crédito da foto: Joel Rocha.

O Museu Oscar Niemeyer se tornou um cartão postal de Curitiba. E, com certeza, já tem muita gente com saudades de lá!

Enquanto ele não reabre, você pode fazer visitas virtuais pelas seis exposições que estavam em cartaz lá no Google Arts & Culture. Além disso, o museu está disponibilizando vários conteúdos em suas redes sociais (@museuoscarniemeyer), como entrevistas com artistas do acervo, vídeos e conteúdo detalhado sobre obras e sobre o próprio museu.

É uma maneira de continuar visitando um dos espaços culturais mais querido dos curitibanos.

Saúde mental pode rimar com isolamento social

Ficar em casa e cuidar da saúde mental são atos de amor próprio e ao próximo. Crédito da foto: Pixabay.

Com o passar dos dias em isolamento social, o estresse e a ansiedade podem começar a tomar conta de algumas pessoas. Enquanto umas até se sentem bem, no conforto de casa e com tempo para se dedicar a atividades domésticas e passatempos, outras se sentem castradas de seus prazeres e liberdade. Dependendo da reação de cada uma, a saúde mental começa a ser afetada.

Mas, existem medidas simples que podem ser adotadas para manter equilíbrio físico e, principalmente, mental. Reunimos em nosso site uma lista de algumas dicas para você passar por este período com mais tranquilidade. A seleção está disponível no link https://curitibadegraca.com.br/saude-mental-rima-com-isolamento-social/.

Cultura popular brasileira em literatura e danças

Acervo pessoal de folhetos de cordel do artista. Crédito da foto: reprodução site acervo Antonio Nobrega.

As manifestações da cultura popular brasileira acontecem em todas as áreas da arte. Contudo, nem sempre são tão conhecidas pela população. Então, que tal conhecer um pouco mais? O Instituto Brincante disponibiliza gratuitamente livros de cordel e vídeos explicativos sobre danças que podem ser acessados gratuitamente de sua casa.

No site (http://acervoantonionobrega.com.br/) há quase 6 mil obras de Literatura de Cordel do acervo pessoal do músico, pesquisador, educador e poeta Antonio Nóbrega. Esse gênero literário é reconhecido e registrado como Patrimônio Imaterial Cultural do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

Já na página do Facebook (https://www.facebook.com/institutobrincante), Instagram (https://www.instagram.com/brincanteoficial/) e YouTube (https://www.youtube.com/user/Institutobrincanteof)  do instituto, você pode assistir a diversos vídeos que contam a história e mostram diversas danças de nosso país, como capoeira, candomblé, batuque paulista, boi-bumbá, reisado, samba de roda, entre outros. A cada dia é publicado um novo vídeo, que faz parte do DVD Danças Brasileiras, dirigido por Belisário Franca, com extensa pesquisa feita por Antônio Nóbrega e Rosane Almeida.

O pioneirismo das mulheres paranaenses

Pórcia Guimarães Alves, uma das primeiras pedagogas do estado. Crédito da foto: IHGPR – Coleção Pórcia Guimarães Alves.

O desenvolvimento do Paraná não seria o mesmo se não fosse o trabalho e dedicação de várias mulheres ao longo da história. Elas desafiaram tradições impostas na época, se recusaram a acreditar que certas profissões eram somente para os homens e, quando conseguiram quebrar diversas regras, continuaram se empenhando e incentivando os avanços em nossa sociedade.

Entretanto, suas realizações são pouco conhecidas pela população. Para mostrar suas trajetórias, as pesquisadoras Alexandra F. M. Ribeiro e Alboni M. D. P. Vieira criaram a coluna Mulheres Paranaenses (https://curitibadegraca.com.br/category/colunistas/mulheres-paranaenses/) no site do Curitiba de Graça que, aos poucos, irá apresentar que o pioneirismo feminino já existia muito antes do que você imagina.

Já estão disponíveis artigos sobre Pórcia Guimarães Alves, uma das primeiras pedagogas do estado e pioneira em aplicar a psicologia no diagnóstico e terapia de crianças com desvio de comportamento, e sobre Maria Olga Mattar, socióloga e primeira professora contratada pela PUCPR que dedicou seus estudos ao combate de preconceitos.

Para não perder o foco no home office

Consultora Camile Just, da Just Virtual, ministrou aula online sobre como manter o foco durante o home office. Crédito da foto: Levy Ferreira/SMCS.

De repente, a própria casa virou o escritório de muitas pessoas, que podem ter dificuldades em manter uma disciplina no trabalho, especialmente, aqueles que também estão com os filhos em casa.

Então, como manter a produtividade? A consultora Camile Just, da Just Virutal, ministrou uma aula online gratuita sobre o assunto, que está disponível na página do Facebook (https://www.facebook.com/valedopinhaoprefeitura/) do Vale do Pinhão, ecossistema de inovação da prefeitura de Curitiba. Ela explica como usar aplicativos que facilitem o trabalho, estabelecer uma rotina, garantir a eficiência do trabalho durante este período, entre outros assuntos.

E por falar em negócios, a Rede do Bem do Curitiba de Graça já está no ar! Uma lista, disponível em nosso site, reúne diversos serviços de micro e pequenos empreendedores para ajudá-los a enfrentar a crise, causada pelo coronavírus, sem muitos apertos financeiros. A maior participação é de fornecedores da área da alimentação que oferecem serviços de entrega, por região. Se quiser participar, basta mandar as informações do seu negócio para [email protected]. A lista é atualizada a cada dois dias e para acessá-lo, basta entrar no www.curitibadegraca.com.br e valorize os pequenos comerciantes.

No momento, os serviços presenciais são divulgados somente se forem essenciais. Mas, assim que este período terminar, todos poderão participar!


Quer saber mais sobre como se distrair ou aproveitar para estudar durante o isolamento domiciliar? Acesse o site www.curitibadegraca.com.br, o Facebook (www.facebook.com/CuritibadeGraca) ou perfil no Instagram (@curitibadegraca).

E se tiver sugestões de atividades recreativas para fazer em casa e passeios virtuais, pode mandar para nós pelo e-mail [email protected] 

* Devido ao aumento de acessos, alguns sites podem sofrer instabilidades temporárias. 

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias