Yared critica Bolsonaro por medida que pode causar mortes em estradas | Jornal Plural
1 abr 2019 - 14h02

Yared critica Bolsonaro por medida que pode causar mortes em estradas

A deputada federal Christiane Yared (PR-PR) publicou nas redes sociais uma carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) pedindo que reveja a decisão de suspender…

A deputada federal Christiane Yared (PR-PR) publicou nas redes sociais uma carta aberta ao presidente Jair Bolsonaro (PSL) pedindo que reveja a decisão de suspender a instalação de 8 mil radares em rodovias federais.

Mãe de um garoto morto em acidente de trânsito em 2009 (no famoso caso Carli Filho), a deputada diz que a medida do presidente apenas deixará as estradas mais inseguras e causará mais mortes.

“Presidente, o senhor sabia que o trânsito brasileiro mata mais que arma de fogo? O senhor se mostra tão preocupado com a violência que nos assola nas cidades, mas esquece da que acontece no trânsito”, afirma a deputada.

Leia o texto completo abaixo.

_

Carta aberta ao presidente Jair Messias Bolsonaro

Caro Sr. Presidente,

Na manhã deste domingo, enquanto preparava o almoço da minha família e via o lugar vago na mesa que foi deixado pelo filho que foi assassinado no trânsito, fui pega de surpresa ao receber a notícia que o senhor mandou suspender mais de 8 mil pedidos de instalação de radares em rodovias federais. Confesso, sinceramente, que torci para que não fosse verdade, mas é. 
A velocidade é o maior fator de mortes no mundo!

Em sua fala, o senhor justificou a decisão tendo como base a revisão dos contratos de radares para a verificação da necessidade de sua existência. Já que, para o senhor, há enriquecimento de poucos em detrimento da paz do motorista. Caro senhor presidente, a paz do motorista acontece quando ele se sente seguro na rodovia, quando sabe que há um controle pensado para salvar vidas, a dele, a da sua família, dos seus entes queridos.

Presidente, entendo a preocupação do senhor em extinguir o que chamamos de “indústria da multa”. Acho válido e concordo com a intenção, mas não da forma como está sendo feita. Caso o senhor não saiba, a Comissão de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados aprovou a proposta que altera o CTB para proibir qualquer relação entre a remuneração de empresas responsáveis pela instalação e manutenção de radares e o valor ou o percentual de multas aplicadas. O Projeto de Lei, da qual sou relatora, não lhe parece mais sensato?

Quem fala com o senhor é uma congressista que, acima de tudo, é uma mãe que perdeu o filho em uma tragédia de trânsito.

A luta por uma realidade diferente nas vias do nosso país me trouxe até aqui, mas não é preciso perder um filho para saber que o trânsito necessita de regras, de fiscalização e punição para que funcione da melhor forma possível, assim como acontece numa sociedade. O senhor sabe muito bem disso, vem de uma filosofia militar.

Há dois mandatos, pauto minhas ações pelo endurecimento das leis do trânsito porque, infelizmente, a irresponsabilidade de muitos transforma nossas vias em zona de guerra. As mortes no trânsito são reais, presidente, e atitudes como essa do senhor vão triplicar o derramamento de sangue nos asfaltos da nossa nação.

Presidente, o senhor sabia que o trânsito brasileiro mata mais que arma de fogo? O senhor se mostra tão preocupado com a violência que nos assola nas cidades, mas esquece da que acontece no trânsito.

Um país lavado em sangue, ruas, calçadas, vias e rodovias, sangue de famílias inteiras, sonhos e vidas interrompidas por um país que não educa, não fiscaliza e não pune!

Att,

Deputada federal Christiane Yared,
Pelo estado do Paraná e mãe de Gilmar Rafael de Souza Yared, morto em uma tragédia de trânsito.

Últimas Notícias