Vereador propõe revogação de homenagem a Beto Richa na Câmara de Curitiba | Jornal Plural
Clube Kotter
29 abr 2019 - 17h39

Vereador propõe revogação de homenagem a Beto Richa na Câmara de Curitiba

Ação foi motivada em desagravo aos 4 anos do massacre do Centro Cívico no dia 29 de abril

Em desagravo aos quatro anos da agressão contra professores em 29 de abril de 2015, o vereador Professor Matsuda (PDT) está propondo a revogação do título de cidadão honorário do ex-governador Beto Richa (PSDB), concedido pela Câmara de Curitiba.

A justificativa é o fato de Richa estar respondendo por vários crimes de corrupção na Justiça. Entre eles estão: lavagem de dinheiro e organização criminosa. Só na Operação Quadro Negro, estima-se que Richa tenha participado e se beneficiado de um desvio de mais de R$ 20 milhões dos cofres públicos.

Se o projeto for aprovado, a homenagem ao ex-governador será extinta apenas caso ele seja condenado na Justiça. Matsuda aponta que a própria lei que estabelece requisitos para a concessão do título de cidadão honorário exige aspectos como: reputação ilibada, além de conduta pessoal e profissional irrepreensíveis.

Durante seu discurso em plenário na sessão desta segunda-feira (29), Matsuda destacou que naquele ano, a Praça Nossa Senhora de Salete foi palco de uma agressão “covarde e indigna” contra professores e manifestantes. Segundo ele, todos foram recebidos com um armamento preparado para uma guerra, simplesmente para coibir um protesto de professores contra o confisco da poupança previdenciária e pela educação pública, gratuita e de qualidade.

Matsuda também lembrou que no fatídico dia, a prefeitura de Curitiba foi utilizada como um hospital de campanha para atender a centenas de feridos. O vereador afirmou que no dia 29 de abril, os professores foram tratados como criminosos. Com a aprovação desse projeto, a ideia é de qualquer pessoa que seja condenada na Justiça, perca a homenagem de cidadão honorário de Curitiba.

Últimas Notícias