Secretário de Ratinho se reúne com Bolsonaro e pode assumir o MEC | Jornal Plural
Clube Kotter
22 jun 2020 - 23h47

Secretário de Ratinho se reúne com Bolsonaro e pode assumir o MEC

Renato Feder é o secretário de Educação do Paraná. Encontro será nesta terça-feira (23), em Brasília. Sucessor de Weintraub deverá ter perfil técnico

A relação entre Ratinho Jr (PSD) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) pode render o próximo ministro da Educação. O Secretário Estadual da pasta no Paraná, Renato Feder, deve se reunir com Bolsonaro nesta terça-feira (23), em Brasília. Contudo, a nomeação ainda não está definida.

Além dele, o nome do Secretário Nacional de Alfabetização, Carlos Nadalim, advogado paranaense e ‘olavista’, também está cotado para o Ministério da Educação (MEC). Outra pessoa que tem sido sondada é a secretária de Educação Básica, Ilona Becskeházy, que foi uma das grandes defensoras da gestão de Abraham Weintraub.

A ideia é de que Feder seria um nome que agradaria ao Centrão, já que o PSD, partido do governador Ratinho Jr, está na base de apoio de Bolsonaro no Congresso Nacional. O possível sucessor de Weintraub – que já está no Estados Unidos – deverá ser alguém com perfil mais técnico, já que o ex-ministro foi o pivô de sucessivas crises no governo.

Feder é defensor do modelo de escolas cívico-militares, uma das principais bandeiras do presidente Jair Bolsonaro na área da Educação. Esse fator deve aproximá-lo da ala militar do governo, o mesmo núcleo que quer evitar a ascensão de um seguidor de Olavo de Carvalho no MEC.

O atual secretário estadual no Paraná é mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Feder também já foi diretor de escolas, empresário do setor da tecnologia e lecionou matemática por dez anos.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias