Ratinho fica fora de apelo contra armas a Bolsonaro | Jornal Plural
Clube Kotter
21 maio 2019 - 22h47

Ratinho fica fora de apelo contra armas a Bolsonaro

Governador se alinhou a radicais de direita como João Dória, Wilson Witzel e Rodolfo Zema

O nome de Ratinho Jr. (PSD) não está na lista dos 14 governadores que decidiram confrontar o absurdo decreto armamentista do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A carta aberta publicada pelos políticos de diversos estados tem as assinaturas mais diversas siglas partidárias.

Os estados do Sul e do Sudeste, no entanto, majoritariamente ignoraram a carta que apela ao presidente para que reveja seu decreto, que libera armas para milhões de pessoas – e, segundo se viu, não apenas revólveres e pistolas, mas até fuzis.

Os governadores afirmam o óbvio. Dizem que a enxurrada de armas ajudará bandidos dos mais variados tipos e causará mais mortes.

“[As medidas do decreto] terão um impacto negativo na violência – aumentando por exemplo, a quantidade de armas e munições que poderão abastecer criminosos – e aumentarão os riscos de que discussões e brigas entre nossos cidadãos acabem em tragédias.”

Ratinho, assim, ficou ao lado de governadores mais radicais de direita como João Dória, Wilson Witzel e Rodolfo Zema.

Últimas Notícias