Ratinho diz que Guto Silva fica na Casa Civil, apesar de ser citado em delação | Jornal Plural
Clube Kotter
18 fev 2019 - 0h00

Ratinho diz que Guto Silva fica na Casa Civil, apesar de ser citado em delação

O governador Ratinho Jr. (PSD) disse nessa segunda que vai manter o deputado estadual Guto Silva (PSD) no comando da Casa Civil. O secretário foi…

O governador Ratinho Jr. (PSD) disse nessa segunda que vai manter o deputado estadual Guto Silva (PSD) no comando da Casa Civil. O secretário foi citado na delação premiada do ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER) Nelson Leal Junior. A acusação é de que ele teria recebido uma mala com R$ 100 mil em propina em 2014.

O dinheiro em espécie teria sido entregue a Silva como doação não declarada para a sua campanha de deputado naquele ano. Ratinho afirma que não fará nenhum pré-julgamento e diz que irá manter “sua determinação de rigor na gestão pública e transparência dos atos”.

O governador também fez um pedido para que o seu aliado aja com rapidez para esclarecer o episódio e que se explique para a opinião pública. Apesar da citação contra um secretário estadual do governo, Ratinho não anunciou nenhuma medida interna para apurar o ocorrido e espera que a própria Justiça faça o trabalho. Para ele, não há qualquer fato jurídico, nem processo que incrimine o atual secretário.

Guto Silva foi citado e acusado de receber R$ 100 mil em dinheiro vivo, oriundo de um esquema de corrupção envolvendo o governo Beto Richa (PSDB) e as concessionárias de pedágio no Paraná. O dinheiro teria sido solicitado pelo então secretário de Infraestrutura e Logística do estado, Pepe Richa (PSDB) e pago no mesmo dia pelo ex-presidente da concessionária Econorte, Hélio Ogama.

O secretário da Casa Civil diz aguardar acesso às informações, para que possa se defender. Em nota, afirma ter recebido indignado a notícia do seu envolvimento na delação da Operação Integração. Guto Silva disse que a declaração do delator é inverídica e garantiu ter condições de provar isso judicialmente.

Deputado Guloso

Guto Silva foi reeleito deputado estadual e nomeado para assumir o comando da Casa Civil do governo Ratinho. Na mesma semana em que foi citado na delação, o secretário agora também deve lidar com declarações polêmicas de antigos membros do mesmo grupo político.

No último dia 13, Silva foi incluído pelos deputados Luiz Carlos Martins (PP) e Plauto Miró (DEM) como um dos “gulosos” da Assembleia, que iam até os gabinetes dos deputados para “fazer pedidos”. O chefe da Casa Civil ainda não se manifestou se vai ou não até a Alep se defender.

Últimas Notícias