Prefeitura diz que contratação de temporários para educação é prioridade | Jornal Plural
9 abr 2019 - 7h58

Prefeitura diz que contratação de temporários para educação é prioridade

Ainda não se sabe quantos funcionários serão contratados para as vagas de PSS, que não dão estabilidade

As áreas de educação e saúde serão as primeiras a ter contratação de funcionários sem concurso na prefeitura de Curitiba. A informação foi dada pela própria prefeitura, em resposta a perguntas feitas pelo Plural. A contratação dos temporários foi liberada em primeiro turno pela Câmara de Curitiba, a pedido da prefeitura, na semana passada, e volta a ser discutida na semana que vem.

Segundo a prefeitura, a ideia é suprir a falta de profissionais nos casos de demissão, exoneração, afastamento, aposentadoria ou falecimento. O Sismac, sindicato que representa os professores da rede municipal, estima que a prefeitura tenha hoje um déficit de aproximadamente mil professores em seus quadros.

De acordo com o Executivo, as contratações por meio do chamado PSS (Processo Seletivo Simplificado) não devem substituir o concurso público, nem provocar queda na qualidade no serviço prestado ou trazer prejuízos aos profissionais de carreira. A modalidade é a mesma utilizada pelo governo estadual para repor o quadro de professores.

A contratação sem concurso foi duramente criticada pela oposição ao prefeito Rafael Greca (DEM) na Câmara durante o trâmite do projeto. Os sindicatos também se opõem à contratação pro processo simplificado, que precariza a relação de trabalho e não garante estabilidade aos servidores.

A contratação sem concurso se baseia na análise de títulos – ou seja, não há a realização de prova. A inscrição é feita exclusivamente pela Internet e é gratuita. Porém, os contratos duram no máximo 24 meses.

A prefeitura também afirma que existe um concurso em andamento, com provas marcadas para abril e maio, e com vagas para 23 cargos em diversas áreas. O Executivo ainda diz na nota que desde o início do mandato de Greca, chamou mais de mil profissionais concursados para a área da educação (entre professores e servidores).

Últimas Notícias