Petroleiros suspendem greve temporariamente | Jornal Plural
20 fev 2020 - 18h24

Petroleiros suspendem greve temporariamente

A interrupção definitiva depende de avanços na negociação mediada pelo TST

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) indicou a suspensão provisória da greve, que já dura 20 dias, contra as demissões em massa na Araucária Nitrogenados (Fafen-PR) e o desmonte do sistema Petrobras. A interrupção definitiva depende do resultado da reunião de negociação que acontece na próxima sexta-feira (21) no Tribunal Superior do Trabalho (TST). Caso não seja garantido o cumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho, em que a empresa se compromete a não realizar demissões coletivas sem prévia discussão com o sindicato, a paralisação dos mais de 21 mil petroleiros será retomada.

Para Devyd Barcelar, diretor da FUP, “o momento é de acumular forças para buscar o atendimento da pauta de reivindicações que a gestão da Petrobras tem se recusado a negociar. Estamos vivendo uma das mais importantes e simbólicas greves da história recente do país, garantimos a suspensão das demissões na Fafen-PR e conquistamos a abertura de um processo de negociação mediado pelo TST. Esses fatos refletem a importância da maior greve que a categoria já realizou desde maio de 1995.”

Estarão presentes no evento a Comissão Permanente de Negociação da FUP, representantes da gestão da Petrobras e do Ministério Público do Trabalho.

Este texto é de responsabilidade do autor/da autora e não reflete necessariamente a opinião do Plural.

Últimas Notícias