Ônibus de Curitiba subiu 20% em dois anos, mas protestos seguem fracos | Jornal Plural
27 fev 2019 - 0h00

Ônibus de Curitiba subiu 20% em dois anos, mas protestos seguem fracos

Tarifa subiu de R$ 3,70 para R$ 4,50 desde o início da gestão de Rafael Greca

O primeiro protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em Curitiba e região nesta terça não conseguiu reunir muita gente. Curiosamente, os R$ 0,25 de agora não conseguem nem de perto mobilizar os que lutavam contra R$ 0,20 em 2013.

A tarifa de ônibus na capital sobe nesta quinta (28). Será um reajuste acumulado de R$ 0,80 desde o início da prefeitura de Rafael Greca (PMN), pouco mais de dois anos atrás – o que significa mais de 20% sobre o preço encontrado por ele quando assumiu a gestão.

Greca tem dito que foi um “milagre” não ter de subir mais a tarifa, já que o valor pago aos empresários por passageiro embarcado deve ficar perto de R$ 5,20. O milagre tem nome: é o subsídio pesado que Ratinho (PSD) e Greca decidiram colocar no sistema.

Ou seja: além de colocar no bolso os R$ 4,50 que você paga, os empresários estarão levando para suas contas também R$ 0,70 tirados de seu ICMS, IPVA, IPTU etc.

Apesar disso, foi pequeno o protesto nas ruas. Há várias possíveis explicações, mas uma delas é: a classe média, que sempre agitou esse tipo de manifestação, está mais é usando Uber mesmo.

Fotos: Giorgia Prates/Plural.

Últimas Notícias