Mesmo após terceira prisão, Guarapuava mantém homenagem que deu a Richa | Jornal Plural
Clube Kotter
22 mar 2019 - 5h55

Mesmo após terceira prisão, Guarapuava mantém homenagem que deu a Richa

Câmara manteve o título de Cidadão Honorário que foi concedido ao tucano, réu na Quadro Negro

Apesar de Beto Richa (PSDB) ter sido preso pela terceira vez em seis meses, a Câmara Municipal de Guarapuava decidiu manter o título de Cidadão Honorário que foi concedido ao tucano. Com um placar de 11×9, os vereadores recusaram a retirada da homenagem. A justificativa é de que o ex-governador realizou investimentos na área da saúde no município. Entre eles estão a construção do Hospital Regional e do Centro de Especialidades, inaugurados em dezembro, mas que ainda não estão em funcionamento.

Richa foi preso na segunda-feira (19) pela Operação Quadro Negro – ele é réu na investigação que aponta desvios financeiros em 14 escolas estaduais no Paraná. Em Guarapuava dois colégios estão envolvidos nas investigações: Pedro Carli e Leni Marlene Jacob. A honraria de Cidadão Honorário é concedida a uma pessoa que ajudou no desenvolvimento de um local, mesmo que não tenha nascido ou more no município. O indivíduo que recebe a homenagem deve ter a sua honestidade comprovada.

A revogação do título foi proposta pelo vereador Guto Klosowski, que classificou a decisão da Câmara como lamentável, pelo fato do ex-governador agora ser réu em processos de corrupção. O parlamentar destacou que a probidade deve acompanhar o homenageado e que a maior parte de seus colegas votaram para que a honraria continuasse com uma pessoa desonesto.

Essa não é a primeira vez que vereadores de Guarapuava recusam a retirada do título proposto a Richa. Em 2015, logo após o episódio de 29 de abril, que terminou com 230 pessoas feridas, o pedido de revogação foi feito pelo então líder da bancada situacionista, vereador Elcio Melhem, mas o requerimento foi adiado por 60 dias.

Com a manutenção do título do ex-governador, a Câmara Municipal de Guarapuava, segue o caminho inverso de outros legislativos. Em fevereiro, vereadores de Prudentópolis rejeitaram a homenagem concedida ao tucano. A Câmara de Toledo chegou a votar e rejeitar um projeto para conceder a cidadania honorária a Richa em 2017.

 

 

Últimas Notícias